A Bruxa de Near - Victoria Schwab.

Título: A Bruxa de Near.
Original: The Near Witch.
Autora: Victoria Schwab.
Editora: Planeta.
Nota: 3/5.

Na cidade de Near não existem estranhos e a velha história da Bruxa é contada apenas para assustar as crianças. Estas são as verdades que Lexi Harris ouviu durante toda a vida. Mas quando um estranho, um garoto que parece desaparecer como fumaça, surge em uma noite do lado de fora de sua casa, ela sabe que algo não está correto. Na noite seguinte, crianças começam a desaparecer de suas camas sem deixar qualquer vestígio e o estranho é o principal suspeito. Mas quando o garoto se oferece para ajudar na busca, algo no coração de Lexi diz que ele esconde outros segredos e não é o culpado. Ela estaria imaginando ou o vento parecia sussurrar através das paredes? Quando a busca pelas crianças se intensifica, o mesmo acontece com a necessidade de Lexi de saber sobre a Bruxa que talvez não seja só uma história para dormir... (SKOOB)

Esse livro foi uma surpresa boa na minha maré de livros mais ou menos na época em que eu li. Adoro essa temática de bruxas e, apesar de não ter sido espetacular, fico feliz por ter dado uma chance a esse livro com essa capa tão linda.

O livro conta sobre Lexi Harris, uma espera garota que mora na cidade de Near. Não existem estranhos por lá e três mestres assustam as pessoas assim como a história da velha bruxa que lá vivia. Eis então que um dia um estranho aparece e crianças começam a sumir de suas casas durante a noite. Todos logo pensam que a culpa é do pobre garoto, é claro. Mas Lexi logo sente que ele pode até ter segredos, mas não é o culpado, principalmente quando ele se oferece para ajudá-la nas buscas. Mas se não for ele, quem poderia ser? Talvez a história da Bruxa não seja tão imaginária assim.

Repetindo o que eu já tinha dito, esse livro até que foi uma surpresa boa. É narrado em primeira pessoa, pela Lexi. Achei muito bacana a trama se passar em uma cidade pequena com costumes próprios e histórias de bruxas malvadas. Eles até tinham a própria música de ‘roda-roda’ versão bruxonilda. Muito bacana isso, gostei, gosto de livros que se passam em cidades pequenas, elas são as mais medonhas de todas. Também gostei do mistério em volta do estranho e das crianças desaparecidas. Adoro uma investigação, acho que devo ter sido detetive em uma vida passada (?).

É um pouco previsível o final, tudo acontece de uma forma corrida e estranha, por isso acabei não gostando muito. Achei que poderia ter sido melhor desenvolvido e afins, mas não foi tão ruim assim, só foi corrido. O resto foi bem interessante, principalmente as partes em que ela vai seguindo as pistas e quando as bruxas simpáticas que moram longe da vila aparecem. Elas são as melhores personagens do livro, de verdade.

Enfim, sobre detalhes técnicos (?) e a trama é isso, eu creio, vamos às personagens então. Como eu disse, Magda e Dreska, as irmãs bruxas, foram as minhas favoritas. Elas vivem longe da vila, pois os moradores têm medo delas, e vivem a dizer frases estranhas para as perguntas tão simples da Lexi. A Magda era a mais simpática e atenciosa, enquanto Dreska era mais brava e rigorosa. Lexi sempre ia na casa delas junto com o pai antes dele morrer não é spoiler, ele morre antes do livro começar. Ela sente muito a fala dele e vive a relembrar seus ensinamentos. Lexi gosta de sair por ai explorando, uma coisa que se tio Otto não aprova e acha que ela deve se comportar mais como uma dama e se casar logo, de preferência com Tyler.

Ainda tem a Wren, a irmã mais nova da Lexi. Achei super bonito o modo como elas se tratavam, com tanto amor e carinho. Gosto quando os irmãos se dão bem nos livros e quando são malvados um com o outro também. A mãe delas faz pães e me surpreendeu muito do decorrer da trama. Gostei dela. O último, mas não menos importante, é o Cole, o estranho. Ele chega na cidade, crianças somem e todos o culpam. Ele é bacana, mas esconde alguns segredos e me deixou na dúvida se deveria ou não confiar nele (?).


Resumindo: gostei do livro, recomendo, é claro. Um bom e simples livro para se ler sem compromisso (?). É isso, nada mais tenho a falar, fim.

4 comentários:

Lu disse...

O livro parece ser super bom, amo histórias de bruxas e tal! Mas pena que o final foi previsível e foi tudo corrido, acho que só não desenvolveram bem a história que podia ser ótima :((

http://theblancnoir.blogspot.com

Luiza disse...

Pode rir mas achei a capa a la Katy Perry super curiosa para ler RSRS
Bjs
http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

Rachel Lima disse...

Adoro suas resenhas, Ness. Bom, eu parece um bom livro sim. Eu gosto da temática de bruxas, mesmo não lendo nada assim ultimamente. Fora que achei a capa lindona <3 Mesmo sendo um 3 estrelas. Costumo chamar estes livros de livros-sessão-da-tarde, haha. Beijos!

http://corujando.org

Lé pimenta disse...

A Bruxa de Near, tem uma capa linda e deixa a imaginação fluir só olhando para ela,eu gosto de livros sobrenatural, mas não podem ser apressado por que tem muita coisa a explicar que acaba deixando o leitor perdido se não for bem explicado, o que desanimou minha leitura um pouco foi a rapidez que você falou que tem os fatos.

Louca Escrivaninha

 
Layout de Giovana Joris