Segundo Doctor: A Cidade sem Nome - Michael Scott.

Título: 2º Doctor – A Cidade sem Nome.
Original: The Nameless City.
Autor: Michael Scott.
Editora: Rocco.
Nota: 3/5.

Segundo Doutor: Quando Jamie McCrimmon traz para o segundo Doutor um misterioso livro, pouco sabe sobre o perigo contido naquelas páginas. O livro transporta a TARDIS para uma terrível cidade de vidro em um mundo distante, onde os Archons pretendem se vingar do Senhor do Tempo por causa de um antigo rancor. (SKOOB)




Esse é o segundo conto presente no livro, já que tem o segundo Doctor como o principal e acho que esqueci de falar sobre esse lance dos Doctors na primeira resenha, caso você não conheça a trama da série. O Doctor é um Senhor do Tempo, ele viaja na sua nave, a TARDIS, que é tipo uma máquina do tempo. Tem várias versões dele porque ele se regenera, digamos assim, por isso ele sempre tem uma aparência e personalidade diferente, mas ainda é o mesmo cara. Tenso, né? Bom, já falei tudo, vamos ao conto.

Se passa em Londres, como a maioria, no ano de 1968 e é muito bizarro. Além do Doctor, nesse conto ele tem ajuda de um rapaz, o Jamie, que é meio responsável por tudo que eles vão passar nesse conto. Esse Jamie salva um senhor de um assalto e ganha dele um livro que o senhor diz ser muito importante, ele só não imaginava que seria também muito perigoso e levaria ele e o Doctor há uma aventura que pode ser sem volta. Todas as aventuras do Doctor podem não ter volta, muito perigo (?).

Segundo Doctor / Divugação

Eu gostei desse conto, tem aquele ar de Doctor Who vou falar muito isso, então não se incomodem se virem essa frase em toda resenha e os inimigos são medonhos e estranhos. Nesse conto já me pareceu que nada ia dar certo, que eles iam acabar se dando mal e não iam sair daquela situação. No final as coisas acabam se resolvendo, se bem ou mal para eles, só vocês lendo para saber, claro, não vou contar. Achei bem interessante o desenvolvimento, como as coisas foram acontecendo, algumas boas, outras ruins e no final a resolução de tudo. Assumo, gostei mais desse do que do primeiro, apesar das notas serem iguais, já que às vezes dois livros podem ter notas iguais, só que eu posso ter gostado mais de um do que do outro (?). Acontece.

Esse Doctor me pareceu mais simpático, não sei se ele era assim na série, e toda a resolução do caso me pareceu simples e boa. O rapaz que o acompanha na aventura, Jamie, foi essencial em todo o conto. Então está comprovado de que apesar do Doctor ser fantástico, ele – assim como todas as pessoas – precisa de alguém para o acompanhar e ajudar na jornada. Que lindo (?).


Resumindo: eu gostei do conto sim, achei que foi bem desenvolvido e os inimigos são medonhos, e o nome condiz com o conto. Foram só três estrelinhas porque apesar de eu achar muito bom, foi só isso, bom, ainda faltou alguma coisa que me prendesse e todo aquele lance de fangirling que eu disse na resenha do primeiro conto. Não deixa de ser bom, eu recomendo. Fim.

4 comentários:

Mariana Fontana Szewkies disse...

Oi Vanessa!
Foi só de poucos anos para cá que comecei a me interessar por ficção científica e já sei que devo colocar Dr.Who na minha lista de obrigatórios. Ainda não tive nenhum contato com a série ou os livros, mas gostaria de dar uma chance.
Pena que esse conto decepcionou um pouco você, mas no geral o saldo parece ter sido positivo, né?
Beijos
alemdacontracapa.blogspot.com

A Fine Frenzy disse...

Oi, tata!
Ainda não assisti a temporada da série clássica com o segundo doctor (estou empacada na primeira temporada com 46 episódios. Que morte horrível), mas ele parece ser um senhorzinho bacana.

Beijos, Juliana.
http://afinefrenzzy.blogspot.com.br/

Glaucea Vaccari disse...

Só assisti alguns episódios da primeira temporada da série e sempre tive receio de ler o livro e ficar meio perdida.
Pela sua resenha parece que isso não acontece, então é uma possibilidade que eu leia o livro, já que a série não me prendeu muito e não sei quando vou continuar.
Super entendo as notas iguais mas ter gostado mais de um, acontece muito hehe
Bjo

Desbravadores de Livros disse...

Conheço pouquíssimo do Doctor Who, mas tenho muita vontade de conferir. Afinal, os contos/livros sobre ele parecem ótimos.
Vou começar por esse conto.

M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso top comentarista de fevereiro. Você escolhe o livro que quer ganhar!

 
Layout de Giovana Joris