Ser Feliz é Assim - Jennifer E. Smith.

Título: Ser Feliz é Assim.
Original: This is what happy looks like.
Autora: Jennifer E. Smith.
Editora: Galera Record.
Nota: 3/5.

A vida — assim como o amor — é cheia de conexões inesperadas e enganos oportunos. Uma ligeira mudança no curso pode gerar consequências surpreendentes. Afinal, às vezes, o desvio, o atalho é o verdadeiro caminho. A estrada que deveríamos ter escolhido desde sempre... Se pelo menos tivéssemos a coragem de fazer do coração nossa bússola. Graham Larkin e Ellie O'Neill não poderiam ser mais diferentes. O rapaz é um ídolo adolescente, um astro das telas de cinema; uma vida calcada na imagem. O cotidiano constantemente sob o escrutínio dos refletores. Agentes, produtores, RPs, assessores... Já Ellie passou a vida escondida nas sombras, fugindo de um escândalo do passado enterrado em sua árvore genealógica. Mas, mesmo sem aparentemente nada em comum, os dois acabam se conhecendo — ainda que virtualmente — quando Graham envia a Ellie, por engano, um e-mail falando sobre o porco de estimação Wilbur. Esse primeiro contato leva a uma correspondência virtual entre os dois, embora não saibam nem o nome um do outro. Os dois trocam detalhes sobre suas vidas, esperanças e medos. Então Graham agarra a chance de passar tempo filmando na pequena cidade onde Ellie mora, e o relacionamento virtual ganha contornos reais. Mas será que duas pessoas de mundos tão diferentes conseguirão ficar juntas? Será que o amor é capaz de vencer — mesmo — qualquer obstáculo? E mais importante... é possível separar ilusão de realidade quando o coração está em jogo? (SKOOB)

Já tinha lido o outro livro da autora publicado pela Galera Record, que foi As Probabilidades Estatísticas do Amor a Primeira Vista, então fiquei curiosa para esse outro com a capa tão colorida e alegre. No começo estava achando tudo muito parado, porém a autora conseguiu fazer com que eu apreciasse o livro, mesmo que não com a mesma intensidade que eu estava esperando.

O livro conta sobre Ellie O’Neill e Graham Larkin, duas pessoas que não podiam ter vidas mais diferentes e acabam se apaixonando um pelo outro. Graham é um ator super famoso de filmes adolescentes e tem sempre um fotógrafo atrás dele. Ellie mora numa cidade pacata no Maine e já passou a vida fugindo de escândalos do seu passado, então fotógrafos nem pensar. Mas um e-mail chega por acaso para Ellie falando sobre levar um porco para passear e os dois começam a conversar, sem nem saber seus nomes. Eis então que o filme de Graham vai ser gravado nessa cidadezinha do Maine e agora ele tem a oportunidade de conhecer essa garota especial, mas será que duas pessoas de mundos tão diferentes vão conseguir ficar juntas?

Estava esperando mais do livro, entretanto isso não quer dizer que a leitura foi de toda ruim. A narração é feita em terceira pessoa e os capítulos são intercalados para mostrar o a vida de cada um. A trama é bacana e acho que isso fez com que uma história já fosse montada na minha cabeça, o que acabou não acontecendo no livro e daí fiquei triste. Preciso parar de imaginar as coisas antes de lê-las. Enfim, o começo é interessante, vamos sabendo mais da vida deles e de como vão se conhecendo, só que têm muitos detalhes. Têm muitas partes narradas e conta várias coisas que às vezes não são tão importantes naquele momento, então isso fez com que minha leitura ficasse bem arrastada. Esse ponto foi o que mais me incomodou no livro, então não pude apreciá-lo por completo, infelizmente.

O romance é bonitinho, gostei dos personagens juntos e de como foi se desenvolvendo a trama para eles. Ellie é uma menina que foge dos holofotes, mas que de repente se vê envolvida com esse astro teen. Achei engraçadas as partes que a mãe dela acaba vendo os dois juntos, apesar de não ser tão engraçado assim para a personagem no livro, mas eu dei um pouco de risada. Ela tem todo um drama de família que não quer revelar e se aproximar do Graham faria com que isso voltasse. Só que ele é tão querido, sério, Graham é definitivamente o mocinho do tipo mocinho (?) mesmo. Afinal, ele que deu a dica da cidade onde ela mora para ser o local das gravações do filme. Ah, o amor. Então, gostei dos personagens e de como as coisas foram se desenvolvendo para os dois. Que milagre eu gostar de um casal, nossa. Ainda tem a Quinn, que é a amiga da Ellie e que é uma das únicas personagens secundárias que tem uma importância maior no livro. Gostei dela, deveria ter aparecido mais.

Então eu gostei de todo o conjunto do livro, do romance e dos personagens, porém a narrativa mais arrastada e com muitos detalhes acabou fazendo com que minha leitura não fosse tão boa quanto eu estava esperando. Foi boa, mas poderia ter sido melhor, é isso. Outra coisa que não me agradou muito foi o final, achei que ficou estranho, sei lá. Não sei explicar e não quero falar muita coisa para não dar mais spoilers do que toda a sinopse do livro já acaba dando.


Resumindo: é isso, gostei moderadamente do livro, porém isso não quer dizer que eu não vou recomendá-lo. Recomendo, claro, vá ser feliz. É isso por hoje, fim.

7 comentários:

Ane Reis disse...

Oie Van =)

Estou bem curiosa para ler esse livro, pois gostei muito do primeiro livro da autora *-*

Pena que esse pelo visto é uma pouco mais arrastado, mas a história parece ser super fofa <3

Beijos;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Rízia Castro disse...

Amei APEAPV e acho que vou gostar desse!
Já estou na listinha.
Realmente ela não é a melhor de todas as escritoras, mas ainda assim vou dar uma chance
Beijinhos
Rizia - Livroterapias

Angela Graziela disse...

Parece ser uma boa historia, um livro interessante
Mas quando a narrativa se arrasta de mais fica tão cansativo

Beijos
http://pocketlibro.blogspot.com.br

Caline disse...

Oi vanessa

Sei bem como é chato uma história que exagera nos detalhes e nos faz perder um pouco a paciência.
Esse livro parece ser uma ótima escolha de leitura leve e despretensiosa. Não tenho expectativas para ele, até porque li um resenha bastante negativa de alguém que confio muito. Vou ler sem esperar muito dele e talvez tenha uma boa surpresa.

Beijos
Mundo de Papel

Helana Ohara disse...

Não sei se vou ler tão cedo mais um livro da autora. Me decepcionei bastante com "A Probabilidade Estatisitica"

Beijinhos, Helana ♥
In The Sky, Blog / Facebook In The Sky

The Lazy Girls disse...

Oi Nessa ;)
Achei a capa tão fofinha e gostei da estoria central, eu não sou muito fã de romances e como você falou que a narrativa é arrastada j´me desanimou um pouco, mas se tiver oportunidade vou ler sim!Adoro casais fofos que combinam ^^

Tem post novo lá no blog!
Passa lá???
Desde já obrigada ;)

Paty Scarcella
http://falleninme.blogspot.com.br

Hangover at 16 (contato) disse...

Poxa, que pena que podia ser melhor :( tô numa expectativa muito grande com esse livro, já foi bom ler sua resenha pra segurar o ânimo. Talvez a história pudesse ser mais no estilo do outro livro dela, que é simples, e por isso as páginas também são poucas, pra não ficar enrolando desnecessariamente, como pelo visto acabou acontecendo nesse

xx Carol
http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

 
Layout de Giovana Joris