O Trono de Fogo - Rick Riordan.

Título: O Trono de Fogo.
Original: The Throne of Fire.
Autor: Rick Riordan.
Editora: Intrínseca.
Nota: 4/5.

Os deuses do Egito Antigo foram libertados, e desde então Carter Kane e sua irmã, Sadie, vivem mergulhados em problemas. Descendentes da Casa da Vida, ordem secreta que remonta à época dos faraós, os dois têm poderes especiais, mas ainda não os dominam por completo – refugiados na Casa do Brooklin, local de aprendizado para novos magos, eles correm contra o tempo. Seu inimigo mais ameaçador, Apófis, está se erguendo, e em poucos dias o mundo terá um final trágico. Para terem alguma chance de derrotar as forças do caos, precisarão da ajuda de Rá, o deus sol. Despertá-lo não será fácil: nenhum mago jamais conseguiu. Carter e Sadie terão de rodar o mundo em busca das três partes do Livro de Rá, para só então começarem a decifrar seus encantamentos. E, é claro, ninguém faz ideia de onde está o deus. (SKOOB)

Demorei para fazer a resenha, mas pelo menos ela ficou logo seguida da minha opinião sobre o primeiro volume dessa série. Então, bom, provavelmente vai conter alguns possíveis spoilers caso você ainda não tenha lido A Pirâmide Vermelha. Vamos logo a resenha.

Bom, no primeiro livro Carter e Sadie descobriram que tinham um sangue especial correndo em suas veias, que poderiam servir de hospedeiro de deuses egípcios, estes que eram sim de verdade. Em O Trono de Fogo, eles estão tentando impedir Apófis, a cobra do Caos, de engolir o sol e acabar com o mundo, enquanto buscam o Livro de Rá para poder despertá-lo e assim acabar com a cobra do apocalipse. Claro que nada vai ser fácil no caminho deles, alguns amigos estranhos aqui, pessoas malignas ali e até um tempinho para um romance ou outro. Coisa básica, lógico.

Preciso começar falando sobre o quanto eu estava enganada sobre a mitologia egípcia. O primeiro livro foi um pouco confuso e demorei para ligar um ponto ao outro, é bem mais complexa do que a mitologia grega - por exemplo. Mas nesse livro os egípcios me seduziram totalmente - e não fiquei confusa, olha que lindo! Até me peguei falando as histórias dos deuses ou sempre incluindo-os nas coisas que eu falava. Adorei todos os detalhes, principalmente sobre toda a história do Rá no Duat e afins. QUE LINDO. Ok, ainda continuo achando os deuses gregos mais simpáticos e acho essa mitologia linda, entretanto a egípcia está ocupando boa parte do meu coração literário também.

Certo, vamos começar a resenha então. Esse livro está todo cheio de ação e aventuras também, muitas coisas estranhas para atrapalhar o caminho dos irmãos Kane. A narrativa é em primeira pessoa, sendo intercalado entre o Carter a Sadie ainda. As partes mais interessantes são as narradas pela Kane-garota e ela continua sendo muito irritante. Ok, ela amadureceu muito em relação aos seus poderes e ainda adoro todo o sarcasmo dela, porém algo nessa garota ainda me faz achá-la totalmente irritante. Ela me faz ficar com raiva do começo ao final do livro. Não aguento, como pode?! O Carter ainda continua o mesmo nerd e estranho, narrando as partes mais simples e tentando fazer tudo dar certo sem ter que se juntar a Hórus novamente. Gostei de ter mostrado ele sendo tentado pelo deus para se unir a ele e ter todos os poderes novamente.

Vou falar um pouco dos deuses agora, falei pouco deles na outra resenha. Set ganhou meu coração, sem mais. As partes em que ele apareceu foram bem engraçadas, ele mostrou um lado diferente nesse livro. Gostei. Queria um pouco mais do Tot, achei ele super querido no último com seu jaleco e o bando de babuínos dele. Bastet também não aparece muito, mas o colega dela, Bes, sim. Ele é um deus anão e também foi super útil para os irmãos, ajudando-os sempre que necessários e no final... cortou meu coração, sério. Hórus e Ísis apareceram menos, já que agora não estão mais dentro dos Kane, mas quando aparecem no final falam as coisas mais engraçadas e medonhas (pelo menos para os irmãos). Osíris-pai também aparece só um pouquinho, mas ainda continua gracinha. E Anúbis, claro. Sei que ele tem aquela cabeça de cachorro, só que a Sadie fala que ele é muito lindo e eu imagino ele assim também. Então, é um dos meus favoritos, sem mais.

Achei esse livro melhor do que o primeiro, mostrando algumas partes muito bacanas da mitologia egípcia e múmias - que eu adoro. Não sei mesmo o que esperar do terceiro, não mesmo, só fico agora na curiosidade para ler e ver como a série termina.

Resumindo: RECOMENDO! Vá lá comprar agora essa série e ler. Se já tem na sua casa e ainda não leu, está esperando o que? Linda essa série, sou super fã dos livros do Rick, já falei isso várias vezes aqui e vou continuar falando. É isso, não tenho mais o que falar, fim.

7 comentários:

Thais Priscilla disse...

Li a resenha por cima pois ainda não li o primeiro livro mas posso dizer que pretendo ler esta série do Rick ainda este ano.

beijinhos,
Thais P.
http://thaypriscilla.blogspot.com.br

Alice Aguiar disse...

apesar de nao ser mt curiosa pra ler, parece ser legal.

Nathália Risso disse...

Oi Van :) Tudo bem?
Sou super fã de tudo o que o Rick Riordan escreve hehehehe... Já li A Pirâmide Vermelha e recentemente comprei O Trono de Fogo e A Sombra da Serpente, porque eu detesto terminar um livro que gosto tanto e não ter a continuação para ler! Então, assim que sanar um pouco minhas leituras de parceria, vou correr para esse dois livrinhos!
Eu amo mitologia, mas a egípcia eu achei bem mais interessante que a grega, até porque eu não a conhecia tanto!
Sua resenha ficou ótima e só me fez querer parar tudo e começar agora a leitura ;)
Obrigada pela visita e pelo comentário! Tem post novo no blog!
Beijos, Nathi
@bookswonderland
Books in Wonderland

Amanda Almeida disse...

Oi Vanessa, tudo bem?
Eu tenho esse livro e acho que estou enrolando, vou lê-lo assim que possível. Tenho um carinho enorme pela Sadie, mesmo ela sendo muito irritante as vezes, e fiquei triste de perceber que a Bastet não vai estar muito nesse livro, eu adoro ela.  E o Anúbis, enfim, eu acho ele uma graça, e acredito que vemos ele como a Sadie vê. rsrsrs.
Abraços,
Amanda Almeida

Letícia Iauch disse...

Ei Van!

Não li a resenha inteira porque ainda estou na metade de O Trono de Fogo. Mas realmente, também adorei o jeito que a mitologia egípcia foi colocada neste segundo volume. O Rá e sua história no Duat são demais *.*

Bjoos'
Lets

Letícia Iauch disse...

Ei Van!

Não li a resenha inteira porque ainda estou na metade de O Trono de Fogo. Mas realmente, também adorei o jeito que a mitologia egípcia foi colocada neste segundo volume. O Rá e sua história no Duat são demais *.*

Bjoos'
Lets

Marcelle Dantas disse...

Adoooro o Rick também!!! E esse é o livro que está com a primeira página aberta no meu app Kindle do tablet! Fiquei desmotivada porque não lembro de muita coisa do primeiro livro, mas agora vou encarar ele de vez, decidi! É o que levou anota mais alta das suas resenhas dos livros que tenho aqui! Espero que seja tão bom quanto imagino e você descreveu!

Beijos,

Celle
bestherapy.blogspot.com

 
Layout de Giovana Joris