A Pirâmide Vermelha - Rick Riordan.

Título: A Pirâmide Vermelha.
Original: The Red Pyramid.
Autor: Rick Riordan.
Editora: Intrínseca.
Nota: 4/5.

Desde a morte de sua mãe, Carter e Sadie viveram perto de estranhos. Enquanto Sadie viveu com os avós, em Londres, seu irmão viajava pelo mundo com seu pai, o egiptólogo brilhante, Dr. Julius Kane. Uma noite, o Dr. Kane traz os irmãos juntos para uma experiência de “pesquisa” no Museu Britânico, onde ele espera para acertar as coisas para sua família. Ao contrário, ele liberta o deus egípcio Set, que expulsa-lo ao esquecimento e forças das crianças a fugir para salvar suas vidas. Logo, Sadie e Carter descobre que os deuses do Egito estão acordando e, o pior deles – Set – tem a sua visão sobre o Kanes. Para detê-lo, os irmãos embarcam em uma perigosa viagem em todo o mundo – uma busca que traz os cada vez mais perto da verdade sobre sua família e seus vínculos com uma ordem secreta que existiu desde o tempo dos faraós. (SKOOB)


Depois de terminar a série Percy Jackson, eu fiquei com dó de ler os outros dois livros do Rick Riordan que eu tenho aqui em casa. Porém, por insistência da minha irmã que já tinha lido, resolvi que poderia dar uma chance para A Pirâmide Vermelha e conhecer essa outra série.

O livro conta a história de dois irmãos, Carter e Sadie. O garoto vive com o pai, que é um egiptólogo, e viaja para todos os lugares. A garota mora com os pais de sua mãe (que já morreu) e só vê Carter e o pai uma vez por ano. Em um desses dias de “visita” que o pai resolve levá-los ao museu, aonde ele brilha, diz coisas estranhas e some. Depois disso os irmãos ficam sabendo que os deuses do Egito realmente existem e que o mundo está nas mãos deles. Nada que não aconteça todos os dias na vida de qualquer adolescente, bobeira.

Nem sei por onde começar essa resenha. Não gosto muito de mitologia, mas os livros desse autor me fascinam. Não sabia nada sobre mitologia egípcia, nada mesmo, então foi tudo novo para mim. Fiquei confusa em algumas partes, principalmente em relação aos deuses e seus hospedeiros, a ligação existente entre eles me lembrou A Hospedeira, juro. É claro que com o passar do livro foi explicado melhor sobre tudo, entretanto ainda sinto que perdi alguma coisa.

Tirando esse pequeno probleminha, o livro é fantástico. A escrita é ótima, muitas lutas, itens mágicos e deuses loucos – é claro. Adoro o modo como ele mistura alguns fatos da mitologia real com os que ele cria e eu sinto como se tudo fosse verdade. É ótimo. Sadie e Carter se intercalam para narrar, dois capítulos um e depois passa para o outro. Eles contam a história como se estivessem a gravando e muitas vezes o capítulo começa com eles recordando o que tinham narrado antes da outra pessoa ou então comentários no meio da narração. Adorei, porém sou suspeita já que gosto de quando mais de uma pessoa narra o livro – só não pode ter umas dez pessoas narrando, daí não dá certo eu acho.

“Mas não parece igual à outra série dele sobre mitologia grega?” é o que podem estar me perguntando. Eu não achei. As duas séries são diferentes, com suas próprias histórias e afins. A única coisa que tem em comum é que falam sobre esses deuses antigos. Nesse livro até tem algumas indiretas sobre os deuses gregos, pelo menos foi o que eu senti. Então, a resposta para a pergunta é: não, pelo menos eu não achei. E, apesar desse primeiro livro ter sido muito bom e sinto muito problema vindo por ai, ainda prefiro Percy Jackson e os deuses lindos do Olimpo. Os deuses do Egito me assustaram muito e são totalmente diferente dos gregos, porém isso é bom, me agradou.

Gostei dos irmãos Kane. No começo ambos eram um pouco ingênuos e bobos, mas depois que aprenderam sobre a família e qual o papel deles em toda a trama, melhoraram e ficaram mais interessantes. Vale ressaltar também que eles não são filhos dos deuses nesse livro. Gostei da maneira como ele conseguiu mudar e colocá-los como hospedeiros dos deuses. Nem vou tentar explicar para vocês, é muito complexo, só ia confundir a mim e a vocês. Voltando a falar dos irmãos. Eu gostava mais quando o Carter narrava, fiquei mais conectada com ele e sua espada muito sinistra – que era de seu pai. Só que a Sadie narrava as partes mais interessantes, onde as coisas pegavam fogo. Não que eu não tenha gostado dela, apenas não a achei tão interessante quando o irmão. Um ponto positivo dela: suas tiradas maravilhosas, adoro protagonistas que tem bom humor. O relacionamento deles é muito bacana. No começo era estranho, já que Sadie só via o irmão poucas vezes e nem o conhecia direito. Um sentia inveja da vida do outro e pensava em como seria se fosse diferente – ela com o pai e ele com uma casa fixa. Depois perceberam que precisavam ficar unidos e ajudar um ao outro, daí tudo ficou gracinha - eles ainda se provocam e brigam por bobeiras, mas isso é gracinha, é como irmãos são.

Só mais uma coisa antes de encerrar, só para quem já leu o livro: nuvem, sério? Pássaros eu aceito, mas nuvem é muito louco.

Resumindo: apesar de ter ficado confusa, eu adorei o livro e achei tudo muito bom. Recomendo, é claro, para todo mundo. Até para quem não leu PJ ainda, já que não tem nada a ver com essa série. As Crônicas dos Kane é uma trilogia. O segundo livro é O Trono de Fogo e o terceiro A Sombra da Serpente. Já estou lendo loucamente o segundo. Fim.

10 comentários:

Ane Reis disse...

Oie Van!

Bem ao contrário de você eu amo mitologias antigas. Tanto que pretendo estudar história e me especializar nessa àrea rs...

Ainda não terminei de ler Percy Jackson (vergonha), mas acho que vou me empolgar mais com essa série já que a mitologia egipcia não é tão comentada e por esse motivo me deixa mais curiosa, ao contrário da grega que eu já sei de cor =P

Ótima resenha linda!

bjinhos e uma ótima semana!
;***
anereis.
mydearlibrary | bookreviews • music • culture
@mydearlibrary

Carissa Vieira disse...

Acredita que nunca li nada do Rick? Uma vergonha, eu sei. Quero muito ler Percy Jackson e As crônicas de Kane.

Beijos,

Carissa
http://artearoundtheworld.blogspot.com

Karine Marinho disse...

Eu gosto bastante de mitologia egípcia, mas do que da grega até. Por isso desde o primeiro livro me apaixonei pela série, mas só agora estou lendo "O Trono de Fogo". Adorei a resenha e fico feliz que você tenha gostado :)
Beijos,K.
Girl Spoiled

Raquel Machado disse...

Oi flor,
Estou voltando de férias e a ativa aos pouquinhos e vim aqui te ver e agradecer por acompanhar o blog nesse período então estou lendo o mar de monstros tipo hoje e assim eu amooo mitologia grega, o livro nem meu é e do meu excelentissimo namorado e bem eu passei ele na frente de todos aqui em casa porque sim eu sou fascinada por isso. Como li o primeiro livro e tipo adorei queria ver a continuação da história do Percy e posso dizer que continuo adorando Rick e seu jeito de escrever. Sobre essa outra serie dele devo confessar que não conheço muito a mitologia egipcia tambem mas tenho muita curiosidade de ler e ahco que vou curtir e bem meu excelentissimo tem esse livro tambem então ele vai acabar caindo nas minhas mãos hora ou outra para ler...kkk
Bjsss
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Michelle disse...

Tenho vontade de ler esse livro, mas é aquele tipo de livro que a gente vai deixando pra depois.
Adoro mitologia, então tenho certeza de que vai ser um prato cheio pra mim.
Não conheço tanto da mitologia Egípcia, mas tenho bastante curiosidade, acho as histórias de lá fasciantes.
Tenho certeza que vou adorar, já que pra mim a escrita do Rick é sempre divertida e envolvente.
Adorei a resenha!
Beijinhos

Marta Safaneta disse...

Eu já li, achei fantástico. Não me lembro da parte das nuvens/pássaros... kk
Eu gostei muito do Anúbis. =)

Beijos,
Marta Safaneta
As Palavras Fugiram

Raíssa Lins disse...

Então, eu adorei a série do Percy Jackson, estou aguardando ansiosamente A Marca de Atena, mas nunca me interessei pelas Crônicas dos Kane... Acho que tem a ver com esse desconhecimento em relação à mitologia egípcia, também não sei NADA sobre ela e como meu interesse pelos deuses do Olimpo me motivou a ler a primeira série, não sinto muita atração por essa. Apesar disso, duvido que os livros do Rick Riordan possam ser qualquer coisa menos excelentes, adoro o jeito como ele narra, os livros são uma delícia de ler! Quem sabe numa próxima promoção não compro logo a série inteira e crio coragem de ler, né? Hahaha

Beijos
trouxesteachave.wordpress.com

Amanda Almeida disse...

Oi Vanessa, tudo bem flor?
Adorei sua resenha. eu li esse livro no fim do ano passado e me encantei. Também prefiro Percy Jackson, mas esse também tem seu encanto. Eu também amo personagens que dão tiradas, e por isso eu prefiro a Sadie rsrsr. Flor també, achei a parte da nuvem engraçada/estranha, mas acho que pra circunstancia foi a melhor alternativa rsrsrs.
Abraços,
Amanda Almeida

The Lazy Girls disse...

Oi Nessa ;)
Eu adoro mitologia e amo os livros do tio Rick! (tipo suspeita pra falar rs) Eu tbm relutei em ler o livro quando acabei o PJ, mas quando li fiquei encantada *-*
Tbm me senti perdida no começo, mas me apaixonei pela história, adoro os Kane! Sério que vc gostou mais dos capítulos do Carter? Eu adoro ele mas a Sadie é hilária!
Vc sabia que o Rick falou que vai fazer um cruzamento nas séries? #Ansiosa

Tem resenha nova lá no blog, quer ler?
Desde já obrigada!

Fallen In Me
- PatyScarcella

Letícia Iauch disse...

Ei Van!

Eu li A Pirâmide Vermelha faz muito, muito tempo. Logo quando lançou. Amei, mas confesso que não lembrava de praticamente nada, e precisei de um resumo com spoilers da minha amiga para conseguir iniciar a leitura de O Trono de Fogo hahahaha
Amo mitologia, então qualquer livro que envolva esse tema e seja do Tio Rick, eu estou devorando HUSHUSHUAUHSA

Bjoos'
Lets

P.S. Chegou Reencontro aí?!

 
Layout de Giovana Joris