A Escolha - Nicholas Sparks.

Título: A Escolha.

Original: The Choice.
Autor: Nicholas Sparks.
Editora: Novo Conceito.
Nota: 4/5.

Travis Parker possui tudo o que um homem poderia ter: a profissão que desejava, amigos leais, e uma linda casa beira-mar na pequena cidade de Beaufort, Carolina do Norte. Com uma vida boa, seus relacionamentos amorosos são apenas passageiros e para ele, isso é o suficiente. Até o dia em que sua nova vizinha, Gabby, aparece na porta. Apesar de suas tentativas de ser gentil, a ruiva atraente parece ter raiva dele. Ainda sim, Travis não consegue evitar se engraçar com Gabby e seus esforços persistentes o levam a uma jornada que ninguém poderia prever. Abrangendo os anos agitados do primeiro amor, casamento e família, A Escolha nos faz confrontar a questão mais cruel de todas: Até onde você iria manter o amor de sua vida? (SKOOB)

O ano passado eu acabei não lendo livros de romance, por isso resolvi que logo nos primeiros dias desse novo ano eu teria que ler algum. Não sou muito fã desse gênero, mas assumo que Nicholas Sparks é um dos meus autores favoritos. E esse livro... ah, esse livro quase me matou do coração. Se você tiver problemas do coração, acho melhor não ler livros do Sparks. Depois não diga que eu não avisei.

Bom, o livro conta sobre dois vizinhos. Gabby é uma mulher que foi sempre certinha, obedecia a seus pais e coisa e tal. Travis é aquele típico cara que adora viver ao extremo, fazendo esportes loucos e viajando pelo mundo. A vida deles acaba se cruzando por conta de seus cachorros. Gabby tem uma border collie e Travis tem um boxer. Na primeira vez que eles conversaram deu tudo errado e rolou muita discussão. Mas as coisas mudam quando os dois resolvem tentar de novo e se conhecer melhor. É isso ai.

Podem dizer que os livros do Nicholas são clichês e que parecem ter sempre a mesma trama. Ok, eu também acho isso, porém quando você começa a ler simplesmente não consegue largar. Não sei o que os livros dele fazem comigo, eu choro igual uma louca. Talvez nesse nem tanto, mas eu ficava com o coração na boca e o amaldiçoava a cada capítulo que ia se passando. Adoro xingar mentalmente os escritores quando estou lendo, ainda bem que eles não me escutam. O que interessa é que apesar de tudo ainda continuo a gostar deles. Enfim, indo ao que interessa agora. A narrativa do autor continua fantástica. Eu leio até os agradecimentos dele – não importa quantas folhas tenham. É narrado em terceira pessoa, então podemos ver ambos os lados da história. É dividido em duas partes, uma com lembranças e outra com o que está acontecendo “nos dias atuais”.

Adorei toda a história, de ver como eles eram tão diferentes e depois começaram a se entender. A Gabby é uma ótima garota. Tem um namorado que ainda não a pediu em casamento – e em minha opinião é um bobão folgado. Ela trabalha em um hospital na área de pediatria e tem uma cachorrinha linda. Eu adorei os cachorros desse livro, são lindos. Moby é do Travis e Molly, da Gabby claro. Sou fraca para livros/filmes que falam de cachorros, mas esse não se focou neles. Travis é uma ótima pessoa também. O charme que ele jogava para a Gabby e depois ela retrucava algo para ele também, era tudo muito engraçado. A irmã dele, Stephanie, também era engraçada e parecida com ele em muitos aspectos. Adorei todo mundo nesse livro, cada um teve sua parcela na história. Viu, minha leitura é proveitosa quando eu gosto dos personagens.

Não sei direito o que falar desse livro, sobre a trama e a “moral”. Tem muitas lições sobre amor e esperança. Do jeito que as pessoas no livro falavam sobre Gabby e Travis como um casal (não é spoiler, eles são mesmo um casal depois, leia o marcador do livro e verá), de como eles eram lindos e pareciam tão apaixonados. Próximo do final do livro tem uma situação um tanto difícil, no qual uma pessoa tem que fazer a tal escolha que está no título do livro. Fala bastante sobre esperança, fé e amor – é claro. A pergunta principal do livro com certeza é “até onde você iria para manter o amor da sua vida?”, mesmo que contrarie a vontade dessa pessoa. Sou péssima para falar sobre moral de livros, eu sei, mas estou tentando. O que quero dizer é: simplesmente emocionante e de partir o coração em vários momentos, mas com uma história linda e um final digno – mas assumo que esperava um pouco mais desse finalzinho, para mim algo ficou faltando. Sempre começo os livros dele achando que alguém vai morrer, vocês também? Não estou dizendo que ele mata ou deixa de matar alguém nesse, mas é que eu sempre tenho essa impressão. Enfim.

Resumindo: o livro é lindo, a história é maravilhosa, engraçada em vários momentos e emocionante. Não dei cinco estrelinhas porque achei que o finalzinho poderia ter sido melhor e tudo mais. E ter mais coisas sobre os cachorros, é claro, mais do que já tem. Enfim, eu super recomendo para quem gosta e quem não gosta dos livros dele. Sempre vou recomendar Nicholas Sparks, sem mais. Fim.

13 comentários:

Aione Simões disse...

Oi Van!
Esse é um livro dele que não tenho taaaanta vontade de ler, mas seus comentários me deixaram mais animada!
Espero me envolver assim como você!
Beijão!

Ana Ferreira disse...

Vanessa,
Sou uma das primeiras da lista a dizer que não gosta de Nicholas Sparks, embora reconheça que o autor tenha seus méritos. É que, como você bem o disse, as histórias dele parecem sempre se repetir.
Até agora, das que eu li, a que achei um pouco melhor foi "A Última Música", mas enfim... rs
"A Escolha" não me chamou muita atenção, mas gostei das coisas que você destacou sobre o livro.
Beijo!

Clara Beatriz disse...

Oi, teu blog é lindo, pra começar ha ha ha Só li um livro do Nicholas na vida... Não tenho muito interesse a ponto de comprar um livro. Mas quem sabe um dia?
@mmundodetinta
maravilhosomundodetinta.blogspot.com.br

Sofia disse...

Oi Vanessa!

Faz tanto tempo que não leio um livro do Nicholas Sparks, na verdade em geral, não leio um romance realmente bom há muito tempo. Hoje mesmo chegou um livro dele aqui em casa, e estou ansiosa para ler. Apesar de parecer maravilho, "A Escolha" não é um livro que me interesse muito.
Fato é, os livros do Sparks são clichês, mas são lindos, haha!

Beijos

Ana Caroline Lima disse...

Nunca li nada do Sparks, pretendo mudar isso em breve =)
http://leituramagnifica.blogspot.com.br/

Raah Dias disse...

Oi, Vanessa! Adoro os livros do Nicholas Sparks e confesso que tenho que estar preparada pra ler os livros dele. Sempre tem um que falta matar a gente do coração. Tenho vontade de ler esse livro, porém já li algumas resenhas falando que a trama é bem fraca, o que me desanima. Sua resenha me fez ficar com vontade de ler de novo e tenho esperanças que A Escolha seja melhor do que andam falando.

Beijos, Ma Petit!

Amiga da Leitora - Thais disse...

Vc disse tudo Van, os livros do Nicholas são sempre meios clichês, mas tbm me fazem chorar feito louca, e eu adoro isso!! kkkk

xoxo
http://amigadaleitora.blogspot.com.br

Giovanna Milanez disse...

Olá flor! Adorei a resenha e tenho vontade de ler o livro. Aliais eu tenho vontade de ler todos os livros do autor kkkk

Beijos
@blogscl
http://www.sonhando-com-livros.blogspot.com.br/

Rapha disse...

Oi, flor ^^

Estou lendo esse livro, mas até o ponto em que estou, nao to curtindo mto.. nao aconteceu nada :(
Mas espero que melhore e eu goste ^^

Beijao!

Carissa Vieira disse...

Eu também leio os agradecimentos e amei o livro. Mesmo que fale e que seja clichê, é tudo tão lindo.

Beijos,

Carissa
Arte Around The World

Julia G disse...

Oi Vanessa, adoro os livros do Sparks, mesmo que seja sempre um melodrama, não tem como não ficar envolvida na narrativa do autor e se comover. Fiquei curiosa por esse livro.

Beijos

Livia Castro disse...

Ai há muito tempo deixei de correr para ler os livros do Sparks, hoje simplesmente não tenho mais aquela vontade de ler imediatamente seus livros. Tenho a impressão de sempre está lendo uma história que já foi contada sei lá, muito repetitivo. O ultimo que li foi Um Porto Seguro e eu adorei, mas as sinopses dos outros não chamaram minha atenção. >.<
Mas irei ler esse qualquer dia, sua resenha está muito boa mesmo. (:

Beijão!
http://literarioecultural.blogspot.com.br

Caline disse...

Tive um certo problema com esse livro. Deve ser porque as histórias de Nicholas já estão ficando repetitivas demais e isso tá meio cansativo.
A história é legal mas ficou faltando aquele algo mais que nos faz adora um livro.

Beijos
Caline Mundo de Papel

 
Layout de Giovana Joris