Seis Coisas Impossíveis - Fiona Wood.

Título: Seis Coisas Impossíveis.
Original: Six impossible things.
Autora: Fiona Wood.
Editora: Novo Conceito.
Nota: 4/5.
Resenha por: Juliana.

Dan Cereill levou um encontrão da vida: seu pai faliu, assumiu que é gay e separou-se de sua mãe, tudo de uma vez só. Enquanto isso, sua mãe recebeu de herança uma casa tombada pelo patrimônio histórico que cheira a xixi de cachorro, mas que não pode ser reformada... E, agora, Dan está vivendo em uma casa-relíquia que parece um chiqueiro, com uma mãe supertriste e sem conseguir falar com o pai — que ele ama muito. Suas únicas distrações são sua vizinha perfeita, Estelle, e uma lista de coisas impossíveis de fazer, como: 1. Beijar a garota. 2. Arrumar um emprego. 3. Dar uma animada na mãe. 4. Tentar não ser um nerd completo. 5. Falar com o pai quando ele liga. 6. Descobrir como ser bom e não sair abandonando os outros por aí... Mas impossível mesmo será: 1. Não torcer para que Dan supere seus problemas. 2. Não rir muito com os devaneios dele. 3. Não querer ter um cachorrinho como Howard. 4. Não desejar que a mãe de Dan encontre a felicidade. 5. Parar de ler este livro. 6. Não querer abraçar o livro depois de tê-lo terminado... (SKOOB)

Tudo começa quando os pais de Dan se divorciam e declaram falência. Ele já não era aquela menino super popular no colégio e agora as coisas estão prestes a piorar em sua vida. Sua mãe recebe uma casa de herança, que os ajuda a ter um teto sobre a cabeça após o ocorrido. Sua mãe está super para baixo e ele ainda não fala com o pai. Sua única esperança é sua vizinha, Estelle (por quem ele tem uma paixonite) e a sua lista de coisas impossíveis de fazer.

O livro é super bacana, tem uma história muito legal e divertida. As coisas que acontecem com o personagem mostra o quanto as pessoas são azaradas na vida (mais do que você). Eu recomendo muito esse livro, para o público juvenil. É muito bonitinho o jeito que o Dan ajuda a mãe dele, trabalhando e dando bronca nela. O romance do livro é totalmente encantador. Eu me apaixonei pelo Dan e pela Estelle, na minha imaginação eles formaram um casal bem legal. A história é bem leve e relaxante, dá pra ler o livro, de boa, em um ou dois dias.

Ele te garante muita risada. Principalmente com a imaginação do protagonista, que sempre imagina umas coisas bizarras e acaba sendo bem descontraído e fácil de ler. Eu consegui aproveitar bem a leitura, porque o enredo me encantou de todas as formas. Não foi ‘O livro’ do ano, mas foi uma das melhores leituras de 2013.

As personagens são normais, mas vou começar com os que eu não gostei. Não gostei: da Janie, amiga da Estelle. Pra falar a verdade, não gostei de nenhuma das amigas dela, são um pé no saco. Também não gostei da mãe dele, que não consegue fazer nada da vida dela (eu sei que ela está em um momento difícil, mas af). O pai dele nem aparece quase, só nos pensamentos do personagem, mas mesmo assim, não gostei. Eu gostei: do Dan, mesmo ele tendo todo esse jeito bobão, eu gostei bastante dele. A Estelle é muito desligada do mundo, mas ela se revela super importante no final da história (?)

E um dos motivos que eu adorei o livro foi por ter mencionado Radiohead (amorzinho) e Skins, que é o seriado predileto da Estelle (que também é meu seriado preferido). Fiquei muito feliz com o reconhecimento da série!

A trilha sonora perfeita desse livro foi: “Something” dos Beatles, que é a minha música preferida deles. E “Creep” do Radiohead, que foi a única que veio á minha cabeça quando ele menciona a banda no livro.


É isso, gente, o trabalho infantil acabou por hoje. Tchau. 



4 comentários:

Janna disse...

Oiii Ju, aeeee até que enfim leio uma resenha de um livro que você curtiu =)
O Rafa também leu esse livro e gostou bastante, eu preciso ler ele.
Adorei a resenha.

Beijos!!!

@jannagranado
http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

Ane Reis disse...

Oie Ju =)

Li algumas resenhas positivas desse livro e confesso que a cada uma que leio fico mais curiosa ainda.

Não sei quando e vou conseguir ler ele, mas espero gostar da história também.

Beijos e um ótimo final de semana;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary


Bárbara Lorentz disse...

To com o livro na estante, mas confesso que não sei ainda se leio ou não. Mas fico feliz por ver que você curtiu, mesmo não tendo gostado muito de alguns personagens, rs.
Beijos.

Vanessa Vieira disse...

Parabéns pela resenha Juliana! Já li Seis Coisas Impossíveis e curti bastante, apesar de ter achado algumas passagens um pouco cansativas. Beijo!

www.newsnessa.com

 
Layout de Giovana Joris