O Menino do Pijama Listrado - John Boyne.

Título: O Menino do Pijama Listrado.
Original: The boy in the Striped Pyjamas.
Autor: John Boyne.
Editora: Seguinte.
Nota: 4/5.

Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz idéia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga. Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável. (SKOOB)

Esse foi o terceiro livro que li este ano. Tinha lido tantas críticas boas a respeito desse livro e creio que isso me fez ter muitas expectativas, o que nunca acaba resultando em algo bom. O livro é emocionante, simples e tudo mais, porém... Vamos à resenha.

Não vou fazer uma sinopse pois não quero dar muitos detalhes e isso estragaria a leitura, sério, então nada vou falar de muito profundo (?).

É um livro simples e que nos faz pensar no quanto era bom quando éramos apenas crianças inocentes e ingênuas, que nada sabia desse mundo cruel. Pelo menos eu pensei (?). É narrado em terceira pessoa, porém o narrador se manteve fiel a uma narrativa mais infantil e que contribuiu para a trama ser única. Não é um livro espetacular e no qual ocorre várias ações e tudo mais, não leia achando isso. É um livro infantil, simples e que fala, principalmente, de amizade em um tempo tão sem amor no mundo. Gostei disso. Seria estranho se fosse um livro com uma narrativa mais madura falando sobre uma criança como protagonista.

O final é de apertar o coração, de verdade. Quando vi que aquilo ia mesmo acontecer, quase chorei. Quase. Todos os livros que se passam na Segunda Guerra, sejam eles reais ou fictícios, me apertam o coração, uma época tão sofrida. Então, se gostei de tudo e até me emocionei, porque não cinco estrelinhas então? Acho que fui ler com muitas expectativas e o livro não conseguiu atingir todas elas, infelizmente. Mas foi só isso também, de resto o livro é muito bom.

Bruno é o protagonista, um menino de apenas 9 anos eu acho que é nove. Ele é obrigado a sair de sua casa em Berlim com os pais e se muda para um lugar completamente novo para ele. Bruno não sabe exatamente o nome de tudo e nem o que está se passando no mundo, o que me fez ter dó dele, tão novinho e já nesse mundo cruel (?). Ele gosta de aventuras e de descobrir coisas novas, o que o faz encontrar Shmuel. Eles são totalmente opostos. Bruno mora com seus pais e sua irmã, seus empregados, é saudável, veste roupas boas, pode se divertir e fazer quase tudo o que quer. Shmuel foi separado de sua mãe, mora com vários outros homens e meninos estranhos, veste uma única roupa sempre, está magrinho e é judeu.

Foi muito interessante ver essa parte da história pelos olhos de das crianças que nem sabe direito o que está acontecendo. Muito triste, meu coração está apertado enquanto escrevo esta resenha.


Resumindo: leiam! Não falei muita coisa, porque creio que qualquer informação adicional pode acabar estragando a leitura para quem ainda não leu. Então, recomendo ler sem saber de nada e se preparar para emocionar-se. Enfim, é isso, recomendo, leiam, leiam, leiam. Fim.

8 comentários:

Juliana Kobayashi disse...

oi
esse livro realmente é simples, com uma escrita boa, e até leve, apesar do conteúdo. Quando eu li eu chorei horrores no final, eu amei esse livro! Eu só fiquei um pouco decepcionada com o filme, esperava mais...
tem postagem nova no meu blog, espero sua visita
bjs

-TÍTULOS DE LIVROS

thaila oliveira disse...

menina esse livro é super forte! confesso que fui lendo e parando, pois sempre pensava no filme que tem por base o livro
doi pensar que mesmo sendo uma ficção muitas pessoas sofreram o horror da guerra
como você comenta é muito interessante ver a guerra pelo olhar da criança, a inocência preservada em ambos os lados!
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

Cida disse...

Eu tenho vontade de ler algum livro deste autor, este não seria a prioridade porque me fizeram o favor de contar o final, então não teria nenhuma surpresa, mas não descarto a possibilidade, afinal tem uma bela história.Bjos!!
Cida
Moonlight Books

Desbravadores de Livros disse...

Ele tem nove mesmo hahaha.
O livro é excelente e me fez chorar.
Li sua resenha e as lágrimas voltaram a encher meus olhos, pois lembrei de tudo que ele passou.
Com certeza uma obra que levarei comigo pra sempre.
Adorei seu blog, visite o nosso, será uma satisfação. Se gostar e tiver interesse em seguir, só nos avisar que iremos retribuir com muito carinho.
M&N | Desbrava(dores) de livros - Participe do nosso Top Comentarista

Sil disse...

Não concordo com você. Eu achei esse livro espetacular sim, exatamente pela forma que foi escrito. A simplicidade a a inocência das crianças são descritas de uma maneira tão linda em meio ao pano de fundo que ocorre a história, que para mim esse é um dos melhores livros já escritos na minha opinião.

Blog Prefácio

Karine Marinho disse...

Eu acho esse livro muito bom, mas entendo a parte de nem todas as expectativas serem alcançadas. Acho que o que peca é esperar um nível emocional de um livro que seja narrado pela própria pessoa que sofreu as dores do período, enquanto esse livro é narrado por uma criança alheia ao que está acontecendo.
O que eu mais gostei do livro é a forma que o autor passa a inocência do Bruno na narrativa, mas ainda assim permite você entender o que está acontecendo, permite você ler as entrelinhas.

Beijos,K.
Girl Spoiled
http://girlspoiled.blogspot.com.br/

Pablo Martins disse...

estou louco para ler esse livro ele parece realmente ótimo :3 visite meu blog se possivel http://decidindose.blogspot.com/

Janna disse...

Oi Van, quando li o livro eu não sabia nada a respeito e não tinha assistido ao filme, não sabia o que esperar da história. Como você disse o livro é simples e acho que por ser simples e narrado pela visão de uma criança é que o torna tão emocionante, também não acreditei que aquilo realmente iria acontecer. Mas aconteceu né, fiquei muito triste. Fiquei tão surpresa que na hora nem consegui chorar, mas depois que fui escrever a resenha a emoção falou alto e as lágrimas vieram, foi o primeiro livro que li do autor, em breve pretendo ler outros.
Parabéns pela resenha.

Beijos!!!

@jannagranado
http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

 
Layout de Giovana Joris