Atraído pela Virtude - Maggie Cox.

Título: Atraído pela Virtude.
Original: Distracted by her Virtue.
Autora: Maggie Cox.
Editora: Harlequin.
Nota: 3/5.

Começando do nada, Jarrett Gaskill se transformou em um impiedoso magnata do ramo imobiliário. E a próxima aquisição em sua mira é a mansão High Ridge Hall... Sabendo que seu charme e talento para os negócios sempre são garantias de acordo fechado, ele fica surpreso ao encontrar um novo inquilino instalado e se recusando a sair! Fugindo de seu cruel casamento, Sophia Markham chegou a High Ridge Hall em busca de uma nova vida, e isto certamente não inclui qualquer envolvimento com o estranho alto, moreno e lindíssimo à porta de sua casa. Mas Jarrett não vai se retirar até que Sophia fique exatamente onde ele a deseja... (SKOOB)

Bom, pra dar uma variada nas resenhas aqui do blog, a de hoje vai ser de um romance de banca, ae o/ Eu não estava esperando muito, mas acabei gostando do livro e foi uma leitura proveitosa.

O livro conta sobre Jarrett Gaskill, um homem bem sucedido no ramo dos negócios e que sonha em comprar a mansão High Ridge Hall, mas isso ainda não foi possível. Depois da morte da dona da mansão ele vê surgir uma oportunidade, porém uma moça acaba por se mudar para lá. Sophia Markham herdou a velha mansão e foi para lá junto com seu filho a fim de fugir de seu cruel casamento, não esperando, é claro, que ainda tivesse que lidar com esse cara mala que quer conhecê-la. É isso, vocês já sabem que eles vão se conhecer, se gostar e blábláblá (?).

Pela sinopse eu achava que não iria gostar muito do livro, já que imaginei que eles iam ficar brigando loucamente pela mansão, mas graças aos céus não é isso que acontece. O livro é narrado em terceira pessoa e a narrativa é simples, clara, sem nada com o que se preocupar (?). A trama é interessante, apesar de ser um pouquinho clichê. Gostei da trama da mocinha e de como ela estava abalada emocionalmente por conta do seu antigo casamento, já que seu ex-marido a agredia tanto física quanto emocionalmente. Acho que ela amadureceu e venceu seus medos com o passar da trama, então isso me fez gostar do livro – não só isso, mas enfim.

Tem algumas cenas mais sensuais, digamos assim, mas não ocorre em todas as partes e não é vulgar demais, então tudo bem (?). A trama não gira em torno disso, aleluia. Gostei, acreditem se quiser, do casal principal. O romance deles é bonitinho e você fica torcendo para que tudo dê certo para eles no final. Então, só o fato de eu ter gostado deles juntos já rendeu três estrelas pro livro, eu não sou tão exigente com as minhas leituras, não sei por que minhas colegas do clube do livro não acreditam nisso (?).

Gostei da Sophia e de toda a evolução dela, como já citei. É um livro clichê e mais calminho em relação aos livros que eu gosto, mas essa trama dela eu achei incrível, sério. Ela tem um pouco de medo das coisas por conta do seu casamento tenso, faz de tudo pelo filho e está tentando seguir com a sua vida, um passo de cada vez. Gostei dela, gostei mesmo. O Jarrett me parecia ser um tanto arrogante no começo, mas não é totalmente assim. Ele se vê realmente disposto a ajudar Sophia e se encanta por ela. Muitas ações dele me fizeram acreditar que ele é um verdadeiro cavaleiro, que tinha conclusões precipitadas e tudo mais, mas mesmo assim o achei digno. Eu acho que são só essas personagens, tem a Beth que é irmã do Jarrett, mas nem sei o que falar dela então é melhor nem falar nada, certo?


Resumindo: foi uma boa leitura, surpreendentemente. Acabei gostando mesmo que não seja um gênero de livro que eu leio sempre. É isso, acho que recomendo para vocês queridos leitores e leitoras. É tudo por hoje, até o próximo post, fim.

6 comentários:

Anna Gabby disse...

Estou me perguntando o motivo de tanta interrogação...
Enfim, gosto de ler esse romances de vez em quando, mas quando eles são muito clichês me incomoda. Não gosto quando tudo é mega previsível.
Letras & Versos

Sora Seishin disse...

Oi Vanessa!
Eu gosto de intercalar esses romances levinhos com livros mais pesados... Gostei da sua resenha!

Beijos,
Sora - Meu Jardim de Livros

Nicole Vieira Fabri disse...

Ótima resenha Van! NUnca li nenhum livro de banca, que parece bobo, mas as vezes fico curiosa...

http://jornateca.blogspot.com.br/

Amiga da Leitora - Thais disse...

Estou precisando sair da mesmice tbm, ando lendo muita fantasia, preciso de uns livros mais reais, que samba na cara da sociedade, sabe?! rsrsrs .... mas enfim, sobre sua resenha, eu não sou muito de ler livros de banca, não por pré-conceito (não me julguem) e sim por falta de oportunidade mesmo. Então sua leitura/resenha acabou sendo supreendente pra mim tbm, pois imaginei que vc escreveria algo desanimador sobre o livro...hahah. Valeu a dica flor!!

xoxo
http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

Janna disse...

Oi Van que surpresa ler uma resenha de um gênero que não se vê muito aqui no TAT. As vezes é bom a gente ler um livro mais light, uma leitura neutra quando não se espera muita coisa e a gente acaba gostando...fora que livros de banca são super rápidos de ler né?
Gostei da resenha, também imaginei que o livro fosse ser uma guerrinha pela mansão, mas ainda bem que não rsrs.

Beijos!!!

@jannagranado
http://livrospuradiversao.blogspot.com.br

thaila oliveira disse...

a gente se surpreende com novas leituras, os romances de banca são ótimos para relaxar
http://felicidadeemlivros.blogspot.com.br/

 
Layout de Giovana Joris