Métrica - Colleen Hoover.

Título: Métrica.
Original: Slammed.
Autora: Colleen Hoover.
Editora: Galera Record.
Nota: 3/5.

O romance de estreia de Colleen Hoover, autora que viria a figurar na lista de best sellers do New York Times, apresenta uma família devastada por uma morte repentina. Após a perda inesperada do pai, Layken, de 18 anos, é obrigada a ser o suporte tanto da mãe quanto do irmão mais novo. Por fora, ela parece resiliente e tenaz; por dentro, entretanto, está perdendo as esperanças. Um rapaz transforma tudo isso: o vizinho de 21 anos, que se identifica com a realidade de Layken e parece entendê-la como ninguém. A atração entre os dois é inevitável, mas talvez o destino não esteja pronto para aceitar esse amor. (SKOOB)

Eu preciso começar essa resenha admitindo que eu estava errada sobre este livro. Pensei que fosse ser parecido com outro livro que eu li e me traumatizou. Apesar de não ter morrido de amores por esse livro, não foi tão ruim quanto eu achava que era. Então é isso, vamos a resenha.

O livro conta a história de Lake, uma garota que acabou de ser mudar (junto com sua mãe e irmão mais novo) para o Michigan após a morte de seu pai. Ela acha que tudo será uma chatice, mas isso muda quando ela conhece o seu charmoso vizinho Will. Eles logo sentem que há uma atração inegável entre os dois, mas será que o destino vai ser bonzinho com eles? Será? Claro que não, senão a autora não teria escrito esse livro (?).

Foi na média essa leitura. A narrativa é feita em primeira pessoa pela Lake e ela é chata, mas vou fazer sobre isso depois. O livro é curtinho e rápido de ler. Gostei do começo e de todo o trama da protagonista com a mudança e a perda do pai, porém depois que começa todo o trama dos dois não poderem ficar juntos e talz, as coisas vão ficando um pouco maçantes. Eles sempre sofriam, sofriam e sofriam. Às vezes parecia que nunca acontecia uma coisa nova nos capítulos que eu estava lendo, era sempre a mesma coisa. Então faltou um pouco mais de ‘ação’. Teve um ‘bam’ na segunda parte do livro, mas acho que isso só conseguiu estragar a minha leitura. Tantos caminhos para essa trama surgiram na minha cabeça enquanto eu estava lendo, só que nenhum realmente aconteceu no livro, então isso também pode ter sido o motivo pelo qual eu não gostei tanto do livro.

Tem muitas partes sobre poesia no livro, ou melhor dizendo, slam. Eu sou uma chata, vocês já sabem disso, então não ficaram surpresos quando eu dizer que não gostei desse lance. Era um tipo de poesia (eu acho, não sei descrever essas coisas) em que a pessoa expressa uma emoção que está sentindo e todo mundo chora. A Lake sempre descreve o quanto é lindo e o quanto ela ficou emocionada. Mas eu não achava nada disso, enfim. Outro problema que eu encontrei foi o final. Terminou de um jeito corrido, sabe? Poderia ter sido bem mais elaborado para poder fechar a trama de um jeito bacana.

Sei que estão pensando que eu odiei tudo e não sabem como eu ainda consegui classificar como três estrelinhas. Teve dois personagens que fizeram a minha leitura digna dessa nota: Kel e Caulder. Eles são os fofinhos irmãos mais novos (acho que eles têm nove anos se eu não me engano) de Lake e Will, respectivamente. Os dois estão sempre juntos brincando e fazendo arte, é claro. Para mim, eles foram os personagens mais importantes do livro. É por conta de Caulder, indiretamente, que Lake e Will não podem ficar juntos e Kel... bom, ele é engraçado e às vezes começa a falar de trás pra frente do nada. Outra pessoa bacana foi a Eddie, ela é a nova amiga de Lake na escola e sempre fala o que dá na telha. A achei super sincera e com um astral ótimo. Ela é tipo Sherlock Holmes também, sempre percebe as coisas ao seu redor e desaparece do nada, como a Lake fala nas partes em que está com ela. A mãe da Lake também tem uma participação fundamental na trama e dá os melhores conselhos para a filha.

Já o casal principal é complicado. O Will é um cara maneiro que cuida do seu irmão mais novo e é vizinho de Lake. Ele é responsável, inteligente, porém é um pouco estressado demais em alguns momentos e isso não me agradou. Não é o tipo de mocinho do qual eu gosto, uma pena. Mas pelo menos ele consegue ser mais legal do que a Lake, a menina do choro. Sim, ela chorou e sofreu bastante nesse livro. Eu entendo o sofrimento dela, só foi meio entediante ficar lendo sobre isso. Gostei das partes em que ela se lembrava do pai e nas quais ela ficava com sua família. Ela foi responsável e aceitou bem algumas coisas, mas mesmo assim acabei não indo com a cara dela (infelizmente).

“- Layken! – ele grita, quando estou prestes a entrar em casa. Eu me viro de frente para ele, que está parado perto do carro – Que a força esteja com você! – Ele ri e entra no carro enquanto eu fico parada, olhando para as pantufas do Darth Vader que ainda estão nos meus pés. Maravilha.” (página 24).


Resumindo: apesar de todos os defeitos que eu encontrei, não foi uma leitura tão ruim quanto eu esperava. Recomendo para quem gosta de leituras um pouco mais dramáticas (?) e quer um livro rápido de ler. Eu não sei se é uma série, porque sou desinformada, mas vocês podem me informar ai nos comentários o que é uma maneira bem cara de pau para pedir que vocês comentem. É isso, creio que nada mais tenho a dizer, fim.

12 comentários:

Livroterapias disse...

AMEI!
Depois que li esse livro não consigo parar de escutar as músicas de The Avett Brothers!
Beijinhos
Rizia - Livroterapias

contandohistorias.blog.br disse...

Poxa, esse é um livro que eu leria apenas se ele "surgisse" em meu caminho. Com tantos outros na fila de desejados... Enfim, boa resenha!
Isabela

Amanda Z. Dutra disse...

Como eu não gosto de drama, acho que esse livro não é para mim :S
Mas gostei da sua resenha :D

Beijo

The Lazy Girls disse...

Oi Vanessa (: De cara eu pensei que o livro fosse um pouco fraco, nem tinha lido a sinopse nem nada, mas a capa entrega kk Odeio livros que correm com as coisas principalmente com os finais, me deixa bem chateada :/ Gosto das suas resenhas você é sempre muito sincera quando não curte, mas fala isso sem "destruir" o livro, entende? A Lake me lembrou uma outra personagem chatinha e chorona kkk Mocinho estressado? também não faz o meu tipo ): Ótima resenha!

Agente já postou lá, quer ler? Desde de já obrigada!
-Mica
Fallen In Me

The Lazy Girls disse...

Oi Vanessa ;)
Eu adorei a capa do livro (é sem motivo especial rs), que pena que você não gostou, mas quando a protagonista se afoga em um rio de lagrimas e sofre, sofre e sofre mais um pouquinho não dá mesmo pra gostar neh? rs
Eu meio que não entendi o sofrimento da coitada, ela não pode ficar com o carinha por qual motivo? (eu querendo spoilers rs)

Tem post novo lá no blog, quer ler?
Desde já obrigada!

Fallen In Me
- PatyScarcella

Ariádne Tamires disse...

Não sabia dessa de Slam...
Nossa eu quero ler muito ess elivro, e leio cada resenha boa, mas a sua esta d eparabéns! Muito bem detalhada (:

Tem dois post novos lá no blog, dá uma passadinha lá depois (:
beijos.
http://tamigarotaindecisa.blogspot.com.br/

Maria Silvana Santana disse...

Oie, viim conhecer e seguindo.
Olha já não estava com vontade de ler esse livro e depois da tua opinião se o tiver aqui irá por fim da fila, rsrs, ainda bem que teve três personagem que salvou tua leitura!


Beliscões carinhosos da Máh :)
Cantinho da Máh
@Maaria_Silvana

Ane Reis disse...

Oie Van =)

Foi aquilo que eu disse no clube. Li resenhas que falaram maravilhas desse livro, e outras que não foram tão positivas assim.

Tenho muita vontade de ler ele, mas já vou sem muita sede ao pote para não me decepcionar.


Ótima resenha flor!

Beijos e uma ótima semana;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Cássia Vicentin disse...

Poxa, comprei esse livro na promoção do Submarino, espero não me decepcionar T_T

Beijos, boa semana!
www.procurei-em-sonhos.com

Erica Ferro disse...

Olha, dois motivos para não ler esse livro: porque ando com preguiça de ler livros muito dramáticos ou muito batidos, que parece ser o caso desse livro, e por a sua resenha não ter sido animadora (mas foi sincera, isso que importa). ;)

Beijo!

Sacudindo Palavras

Angela Graziela disse...

Gostei da dica e quando falou que a leitura é rápida, gostei mais ainda

Beijos
@pocketlibro
http://pocketlibro.blogspot.com

com-esmalte disse...

Olá. Eu estou passando aqui para dizer que o blog está lindo... E queria pedir para que você entrasse no meu cantinho pois estou voltando para a blogosfera e quero dicas! Se puder me dar agradecerei. Estou com algumas duvidas em relação ao design do meu blog, sua opinião seria importante.
Inclusive, queria lhe perguntar, já leu Antes que eu vá da Lauren Oliver? É um ótimo livro, eu li e me emocionei bastante. Sempre recomendo. Que setembro sja bom pra todos nós, e venha com bastante coisas boas! Beijinhos.

 
Layout de Giovana Joris