Predestinados - Josephine Angelini.

Título: Predestinados.
Original: Starcrossed.
Autora: Josephine Angelini.
Editora: Intrínseca.
Nota: 3/5.

Helen Hamilton passou a vida inteira tentando disfarçar o fato de que é uma garota diferente, mas agora, aos dezesseis anos, isso está cada vez mais difícil. Não apenas por causa de sua força sobre-humana ou porque às vezes, sem motivo aparente, pessoas estranhas simplesmente a atacam, mas também porque ela teme que seu juízo esteja seriamente comprometido. Pesadelos recorrentes com uma estranha viagem pelo deserto e a visão de três mulheres derramando lágrimas de sangue a tem atormentado noite e dia. Ao mesmo tempo, um impulso inexplicável, incontrolável, passa a dominar seus pensamentos: Helen quer matar Lucas, um dos rapazes da glamorosa e misteriosa família Delos. À medida que descobre mais sobre sua verdadeira origem, ela percebe que a relação dos dois está submetida não só à sua vontade, mas a forças e tradições ancestrais.Predestinados é inspirado na Ilíada, de Homero. A feliz combinação de mitologia grega e romance faz com que o livro seja imediatamente comparado a Crepúsculo e Percy Jackson e os olimpianos. (SKOOB)

Eu conheci esse livro lá no Goodreads, se eu não me engano. Eu adoro a capa, acho muito bonita, então acabei colocando na cabeça que o livro deveria ser bom. A sinopse me interessou e quando vi que ia sair aqui dei até pulinhos (mentira). Só que infelizmente eu estava predestinada, por conta das expectativas muito altas, a não gostar tanto desse livro. Foi o que aconteceu, triste história.

O livro conta sobre a Helen Hamilton (algum parentesco com a Jenna de Awkward? q), uma menina de dezesseis anos que passou a vida toda tentando esconder o quão estranha ela acha ser. E isso nunca melhora, pelo contrário. Como se não bastasse ter um pesadelo muito louco no qual ela andava sobre um deserto, ainda tem que enfrentar três alucinações de mulheres que choram sangue. E, claro, mais um detalhe: Lucas Delos, o novo garoto da escola que se mudou para a cidade com seus primos, irmãs e afins (é muita gente, eu ainda não decorei direito o grau de parentesco deles). Ela logo tem um desejo enorme de matá-lo. O que Helen ainda não sabe é que o destino, vulgo deuses gregos muito loucos, tem muitas coisas reservadas para os dois... e não são nada boas.

Foi uma leitura muito difícil para mim. Passei três semanas lendo esse livro, se não me falha a memória. Não é um livro ruim, mas não conseguia me conectar com a história. O tema é mitologia grega, acho que algumas pessoas já sabem, e eu adoro esse tema (nos livros, fora deles não me interesso muito). Só que a trama em volta dessa mitologia que ela criou e colocou no livro, ficou confusa demais. Não entendia direito todos os conceitos e não gostei (não só pelo fato de eu não ter entendido algumas coisas logo de início, acabei não gostando mesmo). Acho que autora se inspirou bastante em livro que os personagens falam e tem na sinopse ali também, Ilíada. O livro é em terceira pessoa, então temos um ponto de vista mais abrangente, só que acaba se concentrando mais na protagonista. A autora não tem uma escrita ruim, eu gostei até em certos pontos, só achei confusa. Eu não conseguia imaginar as cenas das pessoas no ar ou lutando, achei um tanto sem detalhes. E olha que tem bastante narração até, acho que minha criatividade é que está fraca.

Valeu três estrelinhas porque acabei me surpreendendo com alguns fatos e alguns personagens me cativaram. Não sei o motivo da chuva ainda não ter vindo, acabei de falar que dei nota baseado no quanto eu gostei de alguns personagens. O mundo vai acabar. Gostei muito do começo também, me prendeu. Só que tem mais dois pontos que me desanimaram (não chegam a ser negativos): primeiro, os capítulos são muito longos. Sou preguiçosa e tudo mais, só que capítulos com muitas páginas desanimam qualquer leitor. Capítulos pequenos são bem melhores, não é? Eu adoro, aprovo e recomendo. O segundo é a falta de surpresa. Se te contassem que você tem uns superpoderes loucos e que ainda tem parentesco com deuses, o mínimo que você tem que fazer é ficar com aquilo na cabeça pensando 'como é possível?'. A protagonista aceitou muito bem, isso não acontece na vida real! Não gostei, ela poderia pelo menos ter duvidado um pouco e essas coisas - mesmo sabendo que era tudo verdade mesmo.

O positivo agora, personagens. Claire é a melhor amiga da Helen e é asiática. Me lembrei da amiga da Jenna de Awkward, por isso gostei delta também. Enfim, achei ela a mais interessante personagem de todas. Ela falava o que queria, ficava sempre fazendo amiga corrigir a postura (adorava essa parte) e afins. Muito melhor do que a Helen, sem mentiras. A protagonista muito sem graça, não gostei. Uma mole, no começo não queria nada com nada, não gostei. Lucas também não me agradou. Achei um sem graça e super protetor. Ok, a menina precisava de proteção, mas mesmo assim. Também foi um bobo e sempre queria bater nos primos por qualquer coisa que fizessem com a Helen. Ele nem deixava as pessoas se explicarem! (personagens com Síndrome de Travis não me atraem, ponto) Os Delos são uma família muito grande, como eu disse, ainda não decorei o grau de parentesco de todos eles. Tem a Cassandra, o Jason, Ariadne, Hector, e os pais de Lucas, Castor e a Noel. Essa última eu adorei, era simplesmente fantástico o quanto ela mandava naquela casa. Tudo tinha que ter a aprovação dela (pelo menos ao meu ver) para funcionar. São uma boa família, gostei deles. Cassandra também foi uma das minhas favoritas, não vou contar o que ela é, só que eu simplesmente adorei. Tadinha (?).

" - Meu Deus, Claire, você é tão previsível! - disse Helen, rindo. - Todo ano você tira a poeira das cartas que comprou naquela excursão para Salem e sempre prevê que algo surpreendente vai acontecer. Mas, todo ano, a única coisa que me surpreende é o fato de você não ter entrado em coma de tanto tédio até as férias de inverno.
- Por que você não se rende? - protestou Claire. - Sabe que alguma hora algo espetacular vai acontecer com a gente. Nós somos fabulosas demais para sermos comuns."
Página 11.

Resumindo: eu estava com as expectativas muito altas e acho que por isso acabei me decepcionando um pouco. Não é um livro fantástico, mas acaba valendo a pena para quem curte esse tema. Eu recomendo apesar dos pesares, juro. Só um detalhe, quando se trata de juntar semideuses, deuses e toda essa mitologia, só um nome sempre virá na minha cabeça: Rick Riordan. Não consigo, os livros dele ainda são os melhores quando se trata desse assunto (não que eu tenha lido muitos desse tipo e sim, vou tentar parar com esses parênteses nas resenhas). Mas enfim, é sempre bom variar um pouco. Predestinados é o primeiro livro da série/trilogia/seilá a ser lançado aqui no Brasil pela editora Intrínseca. Espero que o segundo livro seja recheado de ação, ainda tem muita coisa boa e essa série promete - pelo menos eu acho, vou tentar não ficar empolgada. Fim.

11 comentários:

Alice Aguiar disse...

eu nao acho bom se empolgar com series, pq sempre eu me frusto uma hora sabe
ja me frustei lendo várias ç.ç
mas esse livro parece ser bom viu

Gabriela Morgante disse...

Venho lendo várias resenhas desse livro para me animar com a história, porque empaquei no 3cap, já li vários outros livros e não consigo continuar esse!
A premissa não me agradou e o Delos são Cullens demais para mim! HUAHAUHAHUAHUAHUAHU

Beijos,

Gabi
Mundo Platônico
http://gabiiem.blogspot.com.br/

Raquel Machado disse...

Oi vanesssa,
Então vim ler sua resenha depois de escrever a minha ahaha porque lie sse livro semana passada e não queria me influenciar mas tem alguns pontos em que concordamos muito. Eu nao tinha tantas expectativas assim então eu gostei do livro bastante...claro que não comparando a Rick Riordan porque convenhamos o cara é uma enciclopédia mitologica ambulante...ahuaha...mas gostei de ver o que ela acrescentou na história e de toda família, achei que algumas coisas ficaram meio forçadas também como os voos fala serio ne???mas enfim...gostei. E gostei mais sabe do que...de onde acaba tudo e de onde a helen vai se meter no próximo livro...hihihi...(como diz meu excelentíssimo namorado todo mundo acaba indo infernizar o coitado do Hades...hauhauha)
Bjsss
Raquel machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Raquel Machado disse...

Oi vanesssa,
Então vim ler sua resenha depois de escrever a minha ahaha porque lie sse livro semana passada e não queria me influenciar mas tem alguns pontos em que concordamos muito. Eu nao tinha tantas expectativas assim então eu gostei do livro bastante...claro que não comparando a Rick Riordan porque convenhamos o cara é uma enciclopédia mitologica ambulante...ahuaha...mas gostei de ver o que ela acrescentou na história e de toda família, achei que algumas coisas ficaram meio forçadas também como os voos fala serio ne???mas enfim...gostei. E gostei mais sabe do que...de onde acaba tudo e de onde a helen vai se meter no próximo livro...hihihi...(como diz meu excelentíssimo namorado todo mundo acaba indo infernizar o coitado do Hades...hauhauha)
Bjsss
Raquel machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com/

Luiza Helena Vieira disse...

Quero muito ler esse livro só por causa da mitologia grega...
No início, pensei que se tratava de algum livro da série Fallen porque a capa remete muito.
Síndrome de Travis? Nova doença dos personagens... Travis Maddox deixou um legado e tanto então...
Parabéns pela resenha!

Luiza Helena Vieira
Obsession Valley
http://obsessionvalley.blogspot.com

Ane Reis disse...

Oie Van =D

Eu até que estava com vontade de ler este livro, mas ando lendo tantas resenhas negativas que estou desistindo viu rs...

Não gosto quando tenho a sensação que o autor forçou a barra para criar uma situação '¬¬

Ótima resenha!!

bjus;***

anereis.
mydearlibrary | bookreviews • music • culture
@mydearlibrary

Yara Andrade disse...

Eu acho a capa desse livro muito linda, mas não me interesso muito em ler o livro haha. Apesar de gostar muito de mitologia grega, esse livro não me atrai muito. Adorei a sua resenha, ficou ótima.
Beijos.

http://palavrasdeumlivro.blogspot.com.br/

Juliana Kobayashi disse...

Oi ^^
li resenhas positivas e negativas sobre esse livro, ainda n sei se quero ler....
otima resenha!
tem postagem nova no meu blog
espero sua visita e comentario!
bjs

TÍTULOS DE LIVROS

Letícia Iauch disse...

Ei Van!

Poxa, que chato :/ Quando eu li que era sobre mitologia grega pensei: EU QUERO. Amo mitologia, tanto em livros como estudar sobre elas. Mas se tem uma coisa que ODEIO em livros que vão falar sobre mitologia, é essa confusão toda. Sei lá, não gosto de não entender, sabe? hahahahaha
Vish, uma das coisas que mais odeio em livros assim é quando a personagem descobre que tem poderes especiais e o diabo a quatro e simplesmente age como se fosse normal. Ô ódio! HUSUHAUHSUHA
Enfim, acho que se eu ganhasse esse livro leria com prazer, mas passo a vez de gastar meus cifrões comprando-o hahahaha

Bjoos'
Lets

Amanda Cristina disse...

Não sou muito fã de mitologia (mas não posso falar nada porque ainda não li nenhum livro do Rick Riordan -me mate). Predestinados nunca foi um livro que chamou minha atenção e confesso que depois de ler sua resenha minhas expectativas caíram ainda mais. Odeio livro que não conseguimos nos conectar com a história e que depois parecem confusos. :P
Nem gosto dessa capa. Sei lá, só se ler uma resenha MEGA POSITIVA que vou pensar em mudar de ideia porque por enquanto não tenho um pingo de vontade de ler. x_x

Beijinhos!

Camila Costa disse...

Impossível ver mitologia grega e um livro e não pensar no Rick. O cara fez história, simples assim.
Quanto a esse livro eu sinceramente não sinto vontade de lê-lo. Não sei, nada nada mesmo nele me faz achar que iria valer a pena ler. Ok talvez a capa, mas a gente já conhece o ditado né...

Beijãão
Cabelos ao Vento

 
Layout de Giovana Joris