Fênix: A Ilha - John Dixon.

Título: Fênix – A Ilha.
Original: Phoenix Island.
Autor: John Dixon.
Editora: Novo Conceito.
Nota: 4,5/5

Sem telefone. Sem sms. Sem e-mail. Sem TV. Sem internet. Sem saída. Bem-vindo a Fênix: A Ilha. Na teoria, ela é um campo de treinamento para adolescentes problemáticos. Porém, os segredos da ilha e sua floresta são tão vastos quanto mortais. Carl Freeman sempre defendeu os excluídos e sempre enfrentou, com boa vontade, os valentões. Mas o que acontece quando você é o excluído e o poder está com aqueles que são perversos? (SKOOB)


Eu leio muitos livros por impulso, alguma coisa me lembra tal livro que tenho e PUF, começo a ler. Até faço minha lista de próximas leituras mentalmente, só que nunca dá certo, não sei por que ainda gasto meus neurônios pensando nisso. Enfim, eu estava assistindo a um episódio aleatório da série de TV Intelligence e no final do episódio, nos créditos (que eu assisti, olha que incrível), aparece que foi inspirado nesse livro. Eu já sabia disso, mas daí naquele momento eu fiquei curiosa e pronto, achei o livro e comecei a ler. Simples assim, eu acho.

O livro conta sobre Carl Freeman, um garoto problemático que sempre arruma confusão por onde passa, vulgos lares adotivos e afins. Eis então que um dia o juiz dá um basta nisso e o envia para uma ilha que, teoricamente, é um campo de treinamento para adolescentes um tanto problemáticos. Só que na realidade, ela é bem mais perigosa e esconde alguns segredos, como eu já imaginaria, nem precisava estar na sinopse. Carl então vai para esse lugar e precisa controlar a sua raiva, porém isso é meio difícil quando já faz inimigos no primeiro dia e recebe o apelido de Hollywood. Tenso, coitado, vai sofrer muito.

Incrível. Sério, eu não esperava gostar tanto desse livro quanto eu realmente gostei. Fazia tempo que não lia algo assim cheio de ação e controvérsias, e não poderia ter escolhido um melhor. A trama é bem escrita e montada, cada ação vai ter a sua consequência e você fica apreensiva, torcendo pra que tudo dê certo para os personagens, mas nem sempre acaba tendo esse final feliz. Gostei muito dessa imprevisibilidade do livro, nunca sabia o que poderia resultar aquilo ou como o autor iria conduzir a trama. Isso foi fantástico, eu adorei, foi uma surpresa boa esse livro. Adoro essa sensação de livro bom (?), quem não gosta.

A série não se parece em nada com o livro, só um pequeno detalhe, que foi o que provavelmente inspirou os diretores. . Não que eu me importe, só assisti dois episódios da série mesmo e ela até já foi cancelada, por falar nisso. O livro tem um ritmo bom, sendo narrado em terceira pessoa e isso possibilitando que um capítulo ou outro se passe mostrando mais os amigos do Carl, quando eles estão longe. Toda a ilha é uma coisa medonha, as pessoas tratam esses adolescentes como se eles fossem soldados, ou algo do tipo. Tinha punições pra qualquer coisa que você fizesse errado e horários certos para se fazer o que precisava ser feito. A pior punição deles era a cabine do suor, que era realmente bem assustadora e algumas pessoas que iam para lá, nunca voltavam. Outro lugar que era misterioso é a Oficina, onde geralmente as pessoas que se machucavam iam, mas pareciam também não voltar. Muitas coisas estranhas e os mistérios envolvendo esse último lugar, principalmente, foram as coisas que eu mais gostei. Fiquei tão curiosa para ver o que era essa Oficina, apesar de já ter algo em mente, e quando soube o que era, fiquei feliz por não ter me decepcionado. Sou exigente às vezes, vocês sabem.

A única parte que eu não gostei muito foi quando o livro estava quase no meio, algumas partes pareciam entediantes e estavam se arrastando no livro. Mas não foi uma parte tão importante a ponto de comprometer a minha leitura, ainda bem, pois estou realmente precisando de leituras boas na minha vida. Estou apelando pra qualquer coisa, vou fazer promessa, sei lá (?). O final me surpreendeu e muito, não esperava algo desse tipo e fiquei chocada, mas ao mesmo tempo feliz por não ter pensado que isso poderia acontecer. Eu adorei, de verdade, foi um jeito digno de terminar o livro.

Carl é um personagem muito inteligente, que não gosta de ver as pessoas inocentes sofrendo, está sempre pronta pra dar uma surra em qualquer um e ainda é um cavalheiro. Eu o adorei. Era sempre fiel a seus amigos, sempre tentava proteger as pessoas e tentava a todo custo saber o que acontecia de verdade naquela ilha afastada de tudo. Creio que nunca vi um personagem como ele, suas ações no final foram tão... nem sei o que falar, foram dignas, pronto. Tem o Ross, que é um dos únicos amigos de Carl na ilha. Ele sempre tinha alguma piada para contar, estava sempre de bom humor, o que era bom já que o Carl não era muito engraçado e afins, era mais sério. Então a amizade deles foi uma boa combinação. A Octavia é uma das meninas delinquentes que também está na ilha e logo vê em Carl um amigo com quem pode contar. Talvez mais do que amigo, se eles tivessem tempo pra romance, mas não têm, as pessoas precisam sobreviver, sem chances de romance. Tem outros personagens, mas eu não vou citá-los já que suas importâncias na trama vão aparecendo aos poucos, então é isso.


Resumindo: recomendo, leiam, principalmente se gostar de bastante ação e uma pitada de mistério. Eu adorei, de verdade, foi uma boa surpresa. Acho que essa resenha não ficou boa o suficiente pra falar o quanto eu gostei do livro, porém espero ter passado pelo menos alguma coisa, sei lá. É isso por hoje, me contem se já leram o livro ou viram a série, fim.

10 comentários:

Amiga da Leitora Thais disse...

Oi Van! Nossa eu selecionei esse livro pra mim ler mas nem me passou pela cabeça dar prioridade p ele. Foi mais por curiosidade, pois essa é a primeira resenha que eu leio do livro. E adorei, já vou passa-lo na frente!

xoxo
http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

Anna Gabby disse...

Oie, Vanessa! Realmente o livro é ótimo! Eu gostei até das parte mais lentas, apaixonei mesmo haha Eu só imaginei aquele final quando o Carl começou a vencer naquela luta, mas a incerteza se mantém o tempo inteiro mesmo.
Letras & Versos

Luiza disse...

Gostei da resenha ;)
Bjs
http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

Alice Aguiar disse...

eu sempre fico pensando se devo ou não dar uma chance para esse livro.
quem sabe eu leia até o final do ano meu exemplar.
http://www.seguindoocoelhobrancoo.com.br/

Claris Ribeiro disse...

Também nunca consigo seguir uma linha de leitura, porque depende muito de como foi minha reação com tal livro para escolher a próxima leitura.
Sempre tive curiosidade em ler esse livro, parece bem interessante e essa capa é bem chamativa. Gostei muito da sua resenha, me deixou mais curiosa ainda pela leitura. Quanto à série, não conhecia, fiquei até curiosa mesmo não seguindo a linha do livro, mas ando tão sem tempo para novas séries...

Obrigada pelo carinho. Beijos :*
Claris - Plasticodelic

Gabriela Morgante disse...

Olá!
Nunca tinha ouvido falar dessa série, mas com certeza já vou pesquisar sobre hahaha
A capa desse livro me chamou a atenção, mas não tinha lido uma resenha até agora e parece que realmente faz meu estilo de leituras do momento! Quero ler!!
Sem falar que estou achando protagonistas masculinos menos entediantes!

Beijos,

Gabi
Mundo Platônico
http://gabiiem.blogspot.com.br/

Raquel Machado disse...

Oi Vanessa,
Tudo? Então ainda não vi nenhum dos dois mas parece ser um livro muito bom mesmo, gosto desses livros com essas premissas. Pena eles terem cancelado a série odeio quando isso acontece, e dai nem dá vontade de ver ne? Ah começamos assistir a série dos Vikings você já viu???Rsrs...Do mais se puder dar um pulinho lá no blog tem um post mega especial hoje.
Beijos
Raquel Machado
Leitura Kriativa
http://leiturakriativa.blogspot.com.br/2014/09/divulgacoes-do-vinganca-mortal.html

Ane Reis disse...

Oie Van =)

Não dava nada por esse livro, mas mesmo com a sua resenha super empolgada, não consigo me animar para conhecer a história =/

Fico feliz em saber que você curtiu a leitura ^^

Beijos;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary


Angela Graziela disse...

Tenho esse livro aqui
Mas ainda não encontrei tempo para ler

Beijos
http://pocketlibro.blogspot.com.br

Caline disse...

Oi Vanessa

Já tinha visto em algum lugar que esse livro tinha inspirado uma série mas nunca tinha me interessado o suficiente para procurar. Tenho ele na estante há tempo, mas até agora nada daquele clique que me faz ir até a estante e pegar o livro pra ler. Sua resenha me deixou bastante curiosa, não imaginei que a história fosse tão interessante e cheia de ação.
Vou tentar encaixar no meio da minha lista mental e nada válida de futuras leituras.

Beijos
Mundo de Papel

 
Layout de Giovana Joris