A Síndrome E - Franck Thilliez.

Título: A Síndrome E.
Original: Le Syndrome E.
Autor: Franck Thilliez.
Editora: Intrínseca.
Nota: 4/5.

Um estranho caso vem atrapalhar as férias de verão de Lucie Hennebelle, tenente de polícia em Lille. Seu ex-namorado ficou cego depois de assistir a um filme mudo, anônimo, com um roteiro enigmático, concebido por uma mente doentia. Simultaneamente, o comissário Franck Sharko, veterano da Divisão de Homicídios e analista comportamental na Divisão de Repressão à Violência, passa por um tratamento na tentativa de curar a esquizofrenia. No norte da França, cinco cadáveres não identificados foram encontrados sepultados a dois metros de profundidade mutilados de maneira atroz e em estado de decomposição avançada e Sharko cede ao chamado da aventura. Enquanto Lucie descobre os horrores escondidos no estranho filme, um misterioso informante do Canadá aponta-lhe o elo entre aquele rolo e os cinco cadáveres. Um único e mesmo caso, graças ao qual Lucie e Sharko, tão diferentes e ao mesmo tempo tão próximos em sua concepção do ofício, irão se encontrar. Das favelas do Cairo aos orfanatos do Canadá nos anos 1950, os dois colegas irão se deparar com um mal desconhecido, batizado como “síndrome E”. Uma realidade assustadora que revela como o ser humano pode ser capaz das maiores atrocidades. (SKOOB)

Tenho uma relação de amor e ódio com os thrillers psicológicos. Eu gosto, porque são envolventes e me deixam pensando em tudo para tentar descobrir o que está por trás de todo o mistério. Porém, não gosto muito porque me deixam completamente paranoica, muitos mais do que eu já sou! A Síndrome E é um livro intenso, mas foi uma boa leitura e deixou minha paranoia em um nível mais alto o que eu já esperava.

O livro fala sobre Lucie, tenente da polícia, e Franck, um comissário. Ela está de férias, mas vê seus lindos dias cheios de nada indo por ralo abaixo quando uma coisa mega estranha acontece. Seu ex-namorado ficou cego depois de assistir um filme estranho não, ele não morreu em sete dias e tudo aponta que as imagens subliminares escondidas na fita tenham causado isso. Do outro lado na França, que é onde a trama se passa, Franck é chamado para um caso violento. Cinco cadáveres foram encontrados a dois metros de profundidade, sem olhos e cérebro. Após algumas pistas, Lucie percebe que os dois casos podem estar ligado e se une a Sharko para descobrir quem está por trás dessas maldades.

Eu fiquei com medo, admito. O livro trás alguns detalhes que podem e aposto que estão, adoro uma teoria da conspiração presentes no nosso dia a dia e nem percebemos isso: a manipulação pela imagem, seja na internet, tv ou até video game. Eu fiquei chocada, porque isso realmente pode acontecer, ou talvez seja apenas minha paranoia falando.

A narração é boa, sem problemas, sem confusão. É em terceira pessoa, sendo os capítulos geralmente intercalados entre Lucie e Franck quando eles estão separados, para que assim possamos acompanhar a investigação de ambos. Achei intrigante, inteligente, me surpreendeu e não desconfiava de algumas coisas que foram reveladas. É envolvente, quando você percebe já leu vários capítulos (que são na maioria das vezes curtinho) e não quer largar mais. A investigação foi boa. Nem tudo dava certo, fiquei frustrada por eles algumas vezes. O cenário também não fica só na França, eles viajam também para o Cairo e Canadá.

Apesar de ter gostado de tudo no geral, teve algumas coisinhas que me deixaram confusa. Na verdade foi só uma: Eugénie. Ela é tipo uma alucinação do Franck, já que ele é esquizofrênico, e não mostra qual é o lance dele com ela, sabe? O motivo pelo qual ela o 'assombra' e talz. Ele chega a comentar uma coisa ou outra, mas nada tão concreto, dai me deixou na dúvida. Talvez seja porque esse livro é o terceiro da 'série' do Franck Sharko, então a resposta dessa minha pergunta deve estar neles. O final é muito maligno, me deixou curiosa e quero saber o que aconteceu. Já o final do caso foi até que morno. Me surpreendi com algumas coisas, mas estava esperando mais.

É difícil falar de personagens quando o livro é de investigação, sempre acho que o foco fica mais no caso do que neles, mas vou tentar. Franck é um comissário da polícia e está afastado do serviço, mas volta para este caso. Ele é esquizofrênico, como já disse, e tem umas manias bem estranhas. É empenhado no trabalho, um tanto arrogante e precisa de uma banheira e todo quarto de hotel que ele vai. Lucie é uma mulher que não consegue largar um caso quando este lhe chama atenção, adora suas filhas gêmeas e é um tanto solitária. Gostei mais dela do que dele. Os outros não tem muito o que falar, então não falarei.

Enfim, é um livro com tema marcante e que nos faz refletir sobre as coisas que vemos todos os dias. Tem até algumas coisas sobre o cérebro e afins que eu adorei mas sou suspeita porque adoro anatomia, então. Muito bacana.

Resumindo: recomendo, é claro. Inteligente e bem escrito, que nos faz pensar nas coisas ao nosso redor e aumentar a nossa paranoia. É isso ai galera, não tenho mais nada para comentar, espero ter conseguido passar nessa resenha o quanto eu achei o livro interessante. Fim.

8 comentários:

Gabriela Morgante disse...

Adorei a resenha! O livro já tinha me chamado a atenção, mas ainda não tinha parado para ler uma resenha e me convencer! Agora realmente fiquei com vontade de ler,vai entrar para minha lista (:

Beijos,

Gabi
Mundo Platônico

Andressa Menezes disse...

Oieee

Livro assim costumam não deixar em paz em quanto não terminar.

Adorei a resenha

Beijos
Andressa

http://livrosechocolatequente.blogspot.com.br/

Milena disse...

Gente, eu adoro thrillers psicológicos! Mas também sou meio suspeita para falar, já que faço Psicologia, ahhaha. Não conhecia este livro e juro que estou super tentada para ler! :D

Beijos, Milena.
Livros na Cabeça

Nana ~* disse...

Oi Van!
Fiquei super curiosa em relação a esse livro :O
Ainda mais que você disse que ficou com um pouco de medo.
Eu adoro suspense, enquanto lia sua resenha já fiquei imaginando um monte de coisas aqui.

Já foi para lista dos desejados.

bjs
Nana - Obsession Valley

Ane Reis disse...

Oie Van =D

Como já comentei em outra resenha desse livro, ele me dá medo XD

Sei lá ele já não é muito meu estilo, parece ser "assustador" demais.

Pulo XD

Beijos e uma ótima semana linda;***

Ane Reis.
mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
@mydearlibrary

Luara Cardoso disse...

Eu gosto muito de thrillers psicológicos. Eles mexem muuuuuuito comigo, sempre me sinto mais imersa na situação em que os personagens estão envolvidos.
Mas a questão é que eu não dava NADA por esse livro. Agora to encantada. *-*

Um beijo,
Luara - Estante Vertical

Mari Patrício disse...

Tá, então você leu o terceiro da série antes dos dois primeiros? asidsahio

Não consigo fazer isso!

O livro me interessou demais, tem assassinato, tem investigação, tem suspense: TO DENTRO. SIADHSAIO

Beijos, Mari.
http://www.papersblood.com/

Janna disse...

Oi Van, o livro parece ser interessante, vc disse que ele é o terceiro de um personagem, mas é série? Tem que ler na sequência?
Gostei quem sabe, ganhando uma promoção eu não leia ele.

BjOs!!!

@jannagranado
http://www.livrospuradiversao.blogspot.com.br/

 
Layout de Giovana Joris