Entre Mundos - Brenna Yovanoff.

Título: Entre Mundos.
Original: The Space Between.
Autora: Brenna Yovanoff.
Editora: Bertrand Brasil.
Nota: 3/5.

Depois do enorme sucesso de O substituto, Brenna Yovanoff, no esperado Entre mundos, envereda novamente pelo gênero fantástico, tendo sempre como pano de fundo um mundo nebuloso e personagens sombrios. Os romances da autora já ultrapassaram a marca de um milhão de cópias vendidas no mundo, figurando sempre nas listas de mais vendidos dos EUA e da Grã-Bretanha. A protagonista Daphne vive em Pandemonium desde que nasceu e sempre se sentiu excluída, um peixe fora d’água. Mesmo sendo filha de Lúcifer e Lilith, a mulher mais poderosa do inferno, a menina sempre teve o desejo de uma vida diferente da de suas irmãs, que se alimentam do sofrimento humano. Já seu irmão, Obie, que se dedica a salvar espíritos desvirtuados na Terra, é um ídolo e a esperança de Daphne para mudar de vida. Quando Obie é raptado, Daphne foge para a Terra para resgatá-lo e tentar encontrar seu verdadeiro caminho. Ela só não imaginava conhecer o misterioso e desprotegido Truman. O novo livro de Brenna Yovanoff é mais do que um romance para jovens, como a maioria no mercado editorial. Ele apresenta, além de uma história intrigante, um debate inteligente e bem-construído a respeito do bem e do mal na sociedade. Com isso, a autora desconstroi o maniqueísmo inerente aos seres humanos, que estão sempre buscando o mocinho e o vilão. Entre mundos é um romance transcendental sobre uma jovem – que também é um demônio – e sua procura pelo amor na Terra. Uma história que põe em questão a ética, os valores e os sentimentos humanos neste e em outros mundos. (SKOOB)

Eu já tinha lido um outro livro dessa autora e gostei na medida do possível. Esse me pareceu muito bacana, porque a menina é um demônio. Me lembra Supernatural, eu gosto. Enfim, dei uma chance para esse livro e gostei da leitura. Ok, o final não foi bacana, mas o resto do livro compensou.

O livro conta sobre Daphne, a garota demônio filha de Lilith e Lúcifer. Ela vivia feliz para sempre lá em uma cidade no Inferno até que seu irmão decide ir embora de lá e misteriosamente desaparece. Ela então foge para a Terra atrás dele, decidida a encontrar seu irmão Obbie. Ela só não esperava começar a sentir emoções que nunca sentira antes, principalmente quando está perto de Truman, um menino cuja vida foi praticamente salva por Obbie algumas vezes. E é isso, ela segue em busca do seu irmão, temendo os horrores que pode ocorrer com ela na Terra e... só, nada mais a declarar, é melhor vocês lerem a sinopse ali em cima, obrigada.

Gostei. Não esperava muita coisa, mas o livro acabou me surpreendendo em alguns aspectos. É narrado em alguns capítulos em primeira pessoa, pela Daphne, e outros são feitos em terceira pessoa, principalmente quando mostra mais sobre o Truman. A escrita é boa e a trama tem tudo para dar certo. Gostei muito de como a autora mostrou a cidade no Inferno onde a Dap morava, diferente das coisas que eu já tinha lido, gostei mesmo.

O começo é bem interessante, quando nos introduz a história da Lilith e de como ela conheceu Lúcifer, da vida da Daphne lá no Inferno e do se afeto pelo irmão, Obbie. Na metade do livro, quando ela vai para a Terra, há uma mistura de romance básico e tensão, já que há uma ameaça aos demônios.

O final foi um pouco desagradável. Eu gostei de alguns acontecimentos, mas o modo como terminou foi totalmente estranho. Não sei, não gostei totalmente, mas tudo bem. Isso então estragou um pouco a minha leitura, porém de resto eu gostei de basicamente tudo. Uma leitura fácil e agradável, só não espere algo que vai mudar a sua vida completamente, dai é melhor você buscar um outro título (?).

As personagens foram agradáveis. A Daphne era muito ingênua no começo, ela não sabia como funcionava as coisas na Terra, já que nunca tinha saído do Inferno. Ela então começa a se adaptar e entender um pouco de como as coisas funcionam. Eu gostei dela, não era uma protagonista bobinha que fazia tudo o que os outros queriam. Ela foi em busca do irmão e não iria desistir de encontrá-lo por nada nesse mundo. Obbie apareceu pouco na trama, mas ele é bacana. Gostei de todo o afeto entre irmãos deles dois, bonitinho.

O Truman era o humano que tinha sido salvo pelo Obbie e que a Dap pensou que poderia ajudá-la nessa busca pelo irmão. Ele é totalmente perdido, vive bebendo e fazendo bobagens desde que sua mãe morreu. Senti pena dele em vários momentos, coitado, ele é uma boa pessoa apesar de tudo, só é muito sofrido. Tem também o Moloch, que se eu não me engano é primo da Daphne. Ele é muito divertido, gostei dele. Ajuda bastante na trajetória da protagonista, apesar dele não aparecer com tanta frequência. Então, personagens está acima da média nesse livro, que bom (?).

Resumindo: essa resenha ficou pequena, mas eu não sabia o que dizer. O livro é bom, você lê rapidamente e sem maiores problemas. O final é um tanto estranho e pode não ser o melhor livro que você já leu sobre o gênero e a capa pode não ser das melhores, mas eu realmente recomendo se você quer uma leitura mais leve e sem compromissos (?). É isso por hoje, fim.

6 comentários:

Vanessa Vieira disse...

Gostei da resenha Vanessa. Essa temática sobrenatural me atrai bastante, mas confesso que fiquei meio receosa quanto ao final. Beijo!

www.newsnessa.com

Luiza disse...

Primeira resenha que vi do livro, gostei da postagem.
Bjs
http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/
http://lizajoneslivros.wix.com/lizajones

Rachel Lima disse...

A história parece bem legal e criativa, mas não tão gostosa de acompanhar. E eu ando sem paciência para sobrenatural, estou tendenciosa. De qualquer forma, a resenha está ótima. Não sei se vou querer ler, talvez um dia,ushaushauhsau.

Beijos!

Rachel Lima
http://corujando.org

Amiga da Leitora - Thais disse...

Eu achei bem diferente! Espero ter a oportunidade de lê-lo em breve!

xoxo
http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

Erica Ferro disse...

Primeira vez que li sobre esse livro e essa autora. Realmente desconhecia a existência dela (risos).
Não me interessei pelo livro. Você adora, pelo que observei até agora, gênero fantástico, né? Já eu, não. (risos)

Beijo!

Sacudindo Palavras

Janna disse...

Oie, realmente a capa não é das melhores rsrs, mas a sinopse atrai, me pareceu ser uma boa história com bons personagens pena que o final deixou a desejar.

Beijos

@livrospuradiversao.blogspot.com.br

 
Layout de Giovana Joris