Identidade Roubada - Chevy Stevens.

Título: Identidade Roubada.

Original: Still Missing.
Autora: Chevy Stevens.
Editora: Arqueiro.
Nota: 4/5

Era para ser um dia como outro qualquer na vida de Annie O’Sullivan. A corretora de imóveis levanta da cama com três objetivos: vender uma casa, fazer as pazes com a mãe e não se atrasar para o jantar com o namorado. Naquele domingo, aparecem poucas pessoas interessadas em visitar o imóvel. Quando Annie está prestes a ir embora, uma van estaciona diante da casa e um homem sorridente vem em sua direção. A corretora tem certeza de que será seu dia de sorte. Mas o inferno está apenas começando. Sequestrada por um psicopata, Annie fica presa durante um ano inteiro em um chalé nas montanhas, onde vive um pesadelo que deixará marcas profundas.


Nem sei como começar essa resenha, ainda não sei o que realmente achei desse livro - é por isso que a resenha demorou e porque nas férias eu fico preguiçosa demais até para postar resenha, me desculpem caros leitores. Acho que a definição que melhor se encaixa nesse livro é um dos melhores e um dos piores livros que eu já li.

Acho que todo mundo sabe, mas a protagonista desse livro é sequestrada num belo dia de trabalho qualquer. Ela já estava saindo do trabalho quando um homem chegou e a levou com ele. Annie ficou um ano com o maníaco nas montanhas vivendo sob as regras malucas dele e tentando sobreviver dia após dias. Depois de conseguir sair de lá ela nunca mais foi a mesma.

Sinopse tensa, mas esse livro é tenso e merece uma resenha tensa - apesar de eu só conseguir fazer resenhas com fatos que possam ser divertidos, eu vou tentar. O livro é muito bom. Já imaginava que iria ser bacana pois cheguei a ler algumas resenhas que expressavam isso. Gostei da história, me fez lembrar muitos os seriados policiais que eu assisto, só que ao invés de ser a perspectiva dos policiais ao investigar o caso, temos o relato da própria sequestrada. A narrativa é muito boa, os capítulos narram as sessões de terapias que ela está fazendo e em cada uma delas um novo fato nos é revelado sobre os dias dela lá na montanha e o sequestro dela. Gostei de cada um dos capítulos representar uma das sessões dela, bacana. Só acho que o final deixou um pouco a desejar pra mim, mas foi legal.

Daí você me pergunta: 'poxa Vanessa, mas se você gostou tanto assim porque disse que o livro também é um dos piores que você já leu?' Ok, ninguém deve estar fazendo essa pergunta, mas eu vou responder mesmo assim.

Os detalhes de quando ela esteve presa com o maníaco e tudo pelo que ela passou... gente, que horrível. Não o modo como ela escreveu, mas pelo que ela passou mesmo. Eu sentia tanta pena da Annie, me coloquei no lugar dela e quase não consegui ler o livro. Quase pensei em desistir, sério. Mas sou brasileira e não desisto nunca, então continuei e prosperei (?).

Annie foi uma protagonista super guerreira e lutou com unhas e dentes para sobreviver e acabar saindo de lá. Gostei de como a autora mostrou a vida que ela levava antes do sequestro, durante e depois. Dá até um frio na barriga pensar que tem maníacos como esse do livro por ai todos os dias fazendo esse tipo de coisa. Não temos que temer bicho papão ou coisas 'sobrenaturais, mas sim os seres humanos. Por isso eu gosto do gênero sobrenatural, pelo menos sei que aquilo nunca vai se tornar realidade. Né? Tomara que não.

Recomendo, é claro. Espero que gostem do mesmo jeito que eu gostei - e que passem bem depois das cenas 'horríveis' no começo do livro. Isso ai, sem mais palavras pra Identidade Roubada.

25 comentários:

Letícia Iauch disse...

Ei Vanessa!

Nunca tinha lido a respeito de Identidade Roubada. Assim, não sei se é um livro que eu conseguiria ler. Justamente pelo o que você falou, tem cenas aterrorizantes (e eu sou uma pessoa um tanto quanto medrosa kkkkk).
Mas tenho quase certeza de que se eu conseguisse ler, gostaria desse livro!
Muito boa a resenha ;D

Bjoos'
Lets

Caçadora de Livros disse...

Esse livro é complexo, mas eu recomendo a leitura para todos, apesar de algumas cenas fortes.
Acho que toda mulher deveria ler.
Parabéns pela resenha.
bjs

Thais Priscilla disse...

Eu tenho curiosidade sobre este livro mas não sei se é bem o meu estilo :/ Estou cheia de ler livros tensos.. não é um momento para eu ficar tensa, rs.

Beijinhos,
Thais P.
http://thaypriscilla.blogspot.com

Bárbara Murat disse...

Oi Vanessa :)
Tenho muita vontade de ler esse livro; realmente, todo mundo fala super bem e parece que as "cenas" com o maníaco devem ser horríveis.

Beijos.

Marcelle Dantas disse...

Oi Van!

Não acho que essa seja uma leitura que eu iria gostar. Antes mesmo de ler a sinopse, o que eu só fiz aqui no seu blog, a capa e o nome do livro já não me agradavam. A sua resenha foi muito boa, deu para entender melhor do que se trata o livro, pode ser que um dia eu leia, apesar de ter a mesma opinião anteiror.. rs

Beijos!

Marcelle.
http://bestherapy.blogspot.com

Aione Simões disse...

Eu estava me perguntando desde e início o porquê de também ser o pior que você leu, tá? hehehe
Sou maluca pra ler esse livro, o comprei semana passada por R$10, nem acreditei!
Espero gostar tanto quanto você gostou!
Beijos!

@whosthanny disse...

Nossa, definitivamente não é meu tipo de livro. Eu até tava me interessando, mas quando você explicou o motivo de ser um dos piores que já leu... deve ser muito perturbador, não tenho estômago pra isso.

Beijos,
whosthanny.com

Loucos Por Livros! disse...

Eu amo muito esse livro! Ele se tornou um dos meus favoritos e me deixou com muita vontade de estar ao lado da Annie na montanha. Queria abraçá-la em todos os momentos. É triste pensar que existem pessoa iguais ao Maníaco, como você já disse. :( Eu acho que a personagem Annie dá esperança para as pessoas. Ela foi sequestrada, estrupada, engravidou, perdeu o bebê, conseguiu matar o Maníaco, voltou para a realidade, tentaram a sequestrar de novo e asism mesmo, ela continuou em pé.Não em pé, porque vemos que o sequestro trouxe consequências na vida dela. E aquel final? Nossa!Fiquei de boca aberta, me arrepiei e fiquei doida para mais um livro da Chevy. Eu super recomendo o livro! :)
Amei a resenha, amiga!
Beijos ;*

Ana Carolina
http://loucospor-livros.blogspot.com

Julia G disse...

Éca, já começou a me embrulhar o estômago só de pensar o que seriam essas cenas horríveis do começo do livro ;~
Eu estava bem curiosa para ler ele, dona Vanessa, agora já não sei mais. O livro pode ser bom e tudo o mais, mas poxa, eu sou meio fraca para essas coisas.

Beijinhos

Gabi disse...

Vi muitas resenhas falando maravilhas desse livro, mas não me animei muito com ele.

Acho que não faz o meu estilo... =/

Beijocas

Gabi - Romances e Leituras

Caue1507 disse...

jah tinha lido outras resenhas sobre o livro e acho que não conseguiria ler >.< mal aguento ver esse tipo de coisa quando passam nos jornais, imagina ler um livro inteiro sobre essa história >.<

--
hangover at 16

Juan disse...

Tenho lido críticas sobre esse livro que tem me deixado bem curioso, a estória parece ser algo muito interessante, acho que é um livro que eu gostaria muito. Boa resenha!

http://sempre-lendo.blogspot.com/

Abraços
Juan

BiahB - Garota Pai D'égua disse...

Eu já li o livro e adoreei, mesmo. Também senti muita pena dela pelo que ela passou e também por causa da decepção que sofre no final. Também recomendo.



BiahB - Garota Pai D'égua
www.garotapaidegua.com

Juliana disse...

Oieeee :)

Van, já disse que ADORO suas resenhas? hahahah Pois é, eu adoro, sempre me fazem rir *-*

Eu ainda não li esse livro, mas parece ser bem tenso mesmo D: Eu li "Roubada" - criatividade mil desses autores - e também tem umas cenas BEM tensas que eu lembro até hoje, detalhadamente. Me traumatizaram -Q
Mas, como você, não desisti e prosperei hahahaha

Beijoooo!

Ju
julianagiacobelli.com

Celle Espindola disse...

Acho que o que mais e atrairia a esse livro é que a história é contada pelas sessões de terapia dela. Imagino uma série de flashbacks e parece que seria bem legal.

Beijos,
Celle
Três Lápis

book disse...

NESSSSAAAAA *-* Voltei meninaaa \o/ E agora vou tirar meu atraso de comentários T.T
Bahhh, esse livro parece ser um tanto quanto.... tenso :P Hhahaha fico feliz que voce tenha gostado, mas acho que não é um livro pra mim :( Me traumatizaria facil com essas cenas que tu falou :S Maaas anyways, suas resenhas continuam lindas <3 Saudades de passar por aqui! Hehehe :P
Beijoca!

www.estantechick.com

Aimée disse...

Heey!
Nossa, adorei a sua resenha e agora estou morrendo de vontade de ler esse livro. Vou procurar para comprar.
beeijos.
www.resumedamour.blogspot.com

Marina Oliveira disse...

Estou morrendo de vontade de ler esse livro... Além de só ter elogios pela blogosfera, a história parece ser muito interessante, eletrizante e envolvente. Adorei sua resenha. :)
Beeeijos

Marina Oliveira
http://distribuindosonhos.blogspot.com

Ane Reis. disse...

Oie Van!

É complicado mesmo quando nós não conseguimos definir o sentimento que o livro nos passa. Sinto isso até hoje com alguns livros.

Este livro me pareceu bem forte pela sinopse e resenhas que li. É o tipo de livro que eu não curto muito.

bjus

anereis.

mydearlibrary | bookreviews • music • culture
@mydearlibrary

Karine Marinho disse...

Sempre me sinto lendo um dos melhores e piores livros quando se tem um relato muito próximo da realidade, ou quando é real, tipo A Guerra de Clara, acho que vivemos tanto numa redoma que quando vemos/lemos uma coisa dessa é um choque. Gostei bastante da resenha e fiquei bem curiosa quanto a leitura! :D
Beijos,K.
Girl Spoiled

Lu disse...

ei Vanessa,
esse livro parece ser bem bom, mas não curto muito histórias nesse estilo, não gosto de dramas assim. ^^
beijos.

samyra aquino disse...

Olá Vanessa.
Confesso que já tinha visto esta capa, mas não tinha parado para ler resenha ou, ao menos, descobrir sobre o que se tratava, porém quando li esta resenha despertou meu interesse.
Não interesse por descobrir tudo o que Annie passou, mas tentar descobrir como ela superou isso. Como a vida dela se tornou depois disso.
Gosto de histórias complexas e até reais. Nos deixam sempre com algo à pensar.
Parabéns pela review.

Beijos,
@umalimonada - http://samyaquino.blogspot.com

Patricia Ferreira disse...

Oii

Eu li um livro parecido da NC, Palavras Envenenadas só que não mostrou o depois... Mas então eu não despertei interesse por esse livro desde que ele foi lançado, quando li Palavras Envenenadas fiquei igual a você e tipo cheguei a chorar lendo o livro, por que, pelo menos no meu ponto de vista, não tem como não se colocar no lugar da vitima.
E também acho a mesma coisa que você pelo menos o sobrenatural nunca vai se tornar realidade!uashaushuh'

Beijos e parabéns pela ótima resenha
Cartas para Ficção

Mariana disse...

Já tinha lido algumas resenhas desse livro e só de ler, você já fica um pouco tensa com a história. É realmente dificil ler algo tão horrível e saber que isso pode acontecer mesmo. Estou um pouco indecisa se leio ou não esse livro, às vezes, (eu pelo menos) leio para esquecer um pouco das coisas tristes, e ler algo tão triste não vai me ajudar muito. Ou talvez ajude, e eu veja que tem coisas piores acontecendo (ok, agora sou que eu estou viajando AHSUAHSUAHSUA). Obrigada pela resenha, beeijos!

Fábrica dos Convites disse...

Desde a primeira resenha que li sobre este livro fiquei com vontade de ler, e mesmo tendo já um tempinho dela, a vontade não diminuiu.
Bjs, Rose.

 
Layout de Giovana Joris